Compartilhamentos

Incêndio sob suspeita

Incêndio galpão

Não tinha seguro o depósito da Amazonas Importados que queimou completamente neste domingo, 16. A empresa ainda não calculou o tamanho do prejuízo. Entre os funcionários o que se comenta é o que o incêndio tenha sido criminoso. No mês passado, outra loja do grupo, no centro comercial de Macapá, também teve um princípio de incêndio.

 

Nem bateu na trave

márcio figueira

Um resultado em particular surpreendeu durante a votação dos candidatos ao desembargo. Depois de tanta polêmica e batalhas judiciais, o ex-procurador geral do Estado, Márcio Figueira, ficou apenas em 14° lugar, obtendo 119 votos. Apenas os 12 mais votados participam da segunda fase que é a sabatina na OAB nesta terça-feira, 17.

 

Desembargador aliado

Emissários do governo tentaram até o último instante convencer os advogados a votar em Márcio Figueira. Afinal de contas, ter um desembargador “aliado” seria importantíssimo nas eleições do ano que vem. Agora Márcio Figueira vai ter que esclarecer a quem se referiu quando insinuou na OAB lhe pediram R$ 30 mil para comprar votos de advogados. O ex-presidente Ulisses Trasel e o atual, Paulo Campelo, dizem que vão colocar os “pingos nos is”.

 

Rejeição e clima tenso

camilo-capiberibe-1

A confraternização de filiados do PSB na última sexta-feira, 13, na sede do partido, no bairro do Laguinho, foi animada, mas o clima também era de preocupação. A divulgação da pesquisa do Ibope que apontou uma rejeição de 73% para o governador Camilo Capiberibe não era a melhor notícia para encerrar o ano.

 

 

Os planos de PJ

paulo josé

O ex-deputado Paulo José não esconde de ninguém que pretende voltar a ter um mandato parlamentar. A vontade é de disputar a Câmara dos Deputados, só que isso vai depender de seu novo partido, o PRTB, que faz parte da base aliada do prefeito Clécio Luis (PSOL). No PTC, partido ao qual ele havia se filiado há cerca de dois anos, ele sentiu que ficaria sem legenda para disputar a eleição e pulou fora antes da data limite, no dia 5 de outubro.

 

Ameaça na Ueap

O descontentamento entre os estudantes da Ueap é geral quanto à falta de professores, especialmente para os novos cursos. Os professores do quadro da instituição ameaçam uma paralisação ainda nesta semana, caso a instituição não publique o edital de um processo seletivo de novos docentes.

 

O prédio que não fica pronto

obra sinsepeap

O Sinsepeap está numa sinuca de bico. O problema é a construção da nova sede da instituição que custou R$ 2 milhões, foi integralmente paga, mas está com a obra paralisada há pelo menos quatro anos. A construtora faliu e os donos alegam não ter patrimônio para ressarcir o sindicato ou terminar a obra. Presidente da entidade, Aroldo Rabelo, já pensa em contratar uma nova empresa para retomar a obra.

Compartilhamentos