Compartilhamentos

O bondinho do Trapiche Elyezer Levi é um dos principais atrativos da orla de Macapá, e desde que voltou a funcionar, no fim de dezembro depois de mais um ano parado, e veículo turístico faz a alegria nas tardes do amapaense e de pessoas que visitam o Estado.

O veículo tem quase 15 anos, incluindo alguns completamente inoperante. Em todos esses anos, os responsáveis pelo equipamento não conseguiram fazer com que ele funcionasse com regularidades, sempre por problemas mecânicos. Com dois metros de largura e 9 de comprimento, capacidade de 24 pessoas e um tripulante, o veiculo já passou por duas paralisações em menos de dois anos.

A última reforma foi em 2011 e custou R$ 265 mil. A Secretaria de Turismo do Estado (Setur) informou que R$ 131 mil foram os gastos com a nova reforma. O bondinho funciona de terça-feira à domingo. “A reforma foi total, agora bondinho tem dois motores, 32 baterias e serviços de pintura, iluminação, climatização e funciona seis dias por semana. Toda terça-feira passa por uma manutenção para evitar possíveis problemas”, explicou o gerente geral de Revitalização de Pontos Turísticos da Setur, Jacó Fernandes.

De acordo com o gerente, a demora para reativar o bondinho se deu em função processo licitatório que escolheu a empresa para fazer a reforma e manutenção. Um dos motores precisou ser comprado em São Paulo.

Em um dos cartões postais da cidade, o bondinho começa a funcionar de 10 horas da manhã às 22 horas. No fim de semana das 14 horas às 22 horas.“Muitas famílias vêm passear no bondinho à noite. O fluxo de passageiros é bem maior. Agora temos som e tocamos músicas amapaenses e MPB”, conta animado o maquinista do bondinho Vanildo Lopes.

Compartilhamentos