Compartilhamentos

O Bope matou a tiros o homicida Cledson Fortunato Valente, 32 anos, um detentos que escapou do Centro de Custódia do Novo Horizonte, no dia 31 de novembro. Ele teria reagido à voz de prisão durante uma batida policial em frente a uma residência no KM-9, próximo à Rodovia Duca Serra.

Cledson, Decley Damasceno dos Santos (que iniciou a fuga), Raimundo Aelson Souza Cardoso e Anderson Gomes dos Santos conseguiram fugir depois da Cela 2 do centro de custódia numa ação ousada. Decley usou a própria esposa como escudo e armados com estoques eles conseguiram render os guardas e trancá-los na cela. Pouco tempo depois Decley e Anderson Gomes foram recapturados.

O grupo fugiu por volta das 15 horas levando pistolas e armas do centro. A polícia suspeita que Cledson tenha usado uma das armas, um revólver calibre 38 com numeração raspada, na troca de tiros com os policiais do Bope.

O criminoso, que é condenado por 4 homicídios e tem penas que somam 92 anos de prisão, estava conversando com um grupo quando os policiais de duas guarnições chegaram. Três suspeitos correram para dentro da mata e houve troca de tiros. Cledyson foi atingido duas vezes e morreu no Hospital de Emergência.

Raimundo Aelson Souza Cardoso é o único criminoso que ainda não foi encontrado. Em Oiapoque a polícia também continua procurando pelos 13 criminosos que fugiram do minipresídio do Iapen também no dia 31 de novembro.

Compartilhamentos