Compartilhamentos

Estudantes que tiveram as carteiras de meia passagem apreendidas em fiscalizações realizadas dentro dos coletivos, pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap), poderão realizar o recadastro do benefício normalmente. A medida buscar dar uma segunda chance às pessoas que não faziam o uso correto dos cartões, emprestando ou até mesmo alugando-os.

Arthur Sotão, diretor de Bilhetagem da Setap

Arthur Sotão, diretor de Bilhetagem da Setap

Desde o início do ano, o Sindicato apreendeu aproximadamente 500 carteiras de meia passagem estudantil em meio às fiscalizações. Porém, esse número  pode chegar a 2 mil se for somado aos cartões recolhidos no ano passado. “Tendo como prerrogativa uma determinação do Ministério Público Estadual, que permite o recolhimento dos cartões usados indevidamente, nós já recolhemos pouco mais de 2 mil passes em nossas fiscalizações, um número referente a 6,5% dos cartões existentes”, contou Artur Sotão, diretor de Bilhetagem do Setap.

Com a medida, essas 2 mil pessoas terão de comparecer na sede do Setap (Avenida Odilardo Silva, próximo ao Sebrae), munidos de declaração escolar que comprove a matrícula em alguma modalidade de ensino, além de carteira de identidade, comprovante de residência e R$ 5. “Os estudantes terão que assinar um termo de compromisso, alegando que não fará o uso incorreto do benefício novamente e poderá realizar o recadastro normalmente no Setap”, acrescentou Sotão.

Por enquanto apenas 6% dos 35 mil estudantes cadastrados no sistema de bilhetagem já realizaram o procedimento garantindo a manutenção do benefício. A demora já começa a levantar a hipótese de grandes filas nos últimos dias. O cadastro termina no dia 31 de março. “Pelo movimento nos pontos de recadastro e cadastro já podemos prever que no fim do mês de março muitas filas devem se formar nos pontos, já que há um número baixo de estudantes se preocupando em realizar o procedimento nos primeiros dias. Para tenta mudar isso, ainda faremos mais campanhas para incentivar a realização do procedimento antes do prazo final”, adiantou o diretor.

O Setap não descarta a ideia de ter de aumentar o prazo em decorrência da demanda. “Se na última semana tivermos um grande número de estudantes que não realizaram o processo, teremos que aumentar os prazos, assim como vem ocorrendo nos últimos anos” concluiu.

 Troca

Para este ano, o Setap também está disponibilizando uma nova modalidade de recadastro no sistema. A troca de cartões sem fotos, riscados ou com mau funcionamento, que antes era enquadrada como segunda via, passa a ser efetuada junto aos cadastros de novos estudantes no sistema. “Um dos grandes problemas das nossas fiscalizações era encontrar cartões sem nenhuma foto. Por isso, criamos a opção de troca de passe, em que as pessoas substituíram os seus cartões antigos, sem fotos e com defeitos no chip de reconhecimento, por novos cartões pagando apenas R$ 10, diferentemente do que era aplicado junto à retirada de segunda via”, explicou Sotão.

Nós anos anteriores, as pessoas tinham que pagar 15 vezes o valor da passagem para trocar os cartões com defeito. Fazendo uso da modalidade segunda via, que em 2014 será feita apenas para casos de perdas e roubos do cartão, mediante a apresentação do boletim de ocorrência.

 

Expectativa

Para 2014, o Setap pretende fazer 10 mil novos cadastros no sistema de bilhetagem, além de 35 mil recadastros destinados a estudantes matriculados nas modalidades de ensino regulares como educação infantil, fundamental, médio, superior e técnico. Tendo como exceção os alunos que estudam na escola de idiomas Danielle Miterrand, que através de um convênio também podem fazer uso do benefício.

Nos casos das pessoas que só começaram a estudar em agosto, será aberto um processo de retirada do benefício no segundo semestre.

 

Pontos de Cadastro e Recadastro:

Escola Estadual Hildemar Maia – Bairro do Trem;

Subprefeitura da Zona Norte;

Terminal Rodoviário de Santana;

 

Valores:

Recadastro – R$ 5,00

Cadastro – R$ 10,00

Troca – R$ 10,00

Segunda Via

Macapá: R$ 31,50

Santana: R$ 34,54

 

Compartilhamentos