Compartilhamentos

Policiais da Delegacia de Entorpecentes, lideradas pelo delegado Luis Carlos Júnior, receberam uma denúncia anônima informando que um carregamento de drogas estava chegando numa embarcação do estado do Pará. Depois de um trabalho de monitoramento, os agentes conseguiram prender três homens e apreender toda a carga.

As barras de crack estavam no bagageiro do táxi

As barras de crack estavam no bagageiro do táxi. Fotos: Polícia Civil

O monitoramento começou ainda no porto com a chegada de uma embarcação de passageiros. Os policiais tinham a descrição dos homens e começaram a observar o passo a passo do grupo.

Eles desceram do navio carregando as maletas e embarcaram tudo num táxi com destino a Macapá, dirigido por Benedito Farias Monteiro, de 34 anos. Foi quando os agentes, com uso de cães farejadores, fizeram a abordagem.

Dois irmãos e taxista foram presos. Depois eles ainda indicaram quem seria o verdadeiro dono da droga

Dois irmãos e taxista foram presos. Depois eles ainda indicaram quem seria o verdadeiro dono da droga

A droga, 10 barras de crack totalizando cerca de 5 quilos, foi encontrada nas maletas. Os três homens receberam voz de prisão, dois deles são os irmãos José Alfredo da Silva Monteiro, 22, o Vavá, irmão do taxista, e Jean Gadelha dos Santos, de 19 anos, que teria ido comprar a droga em Gurupá (PA) para ser comercializada em Macapá.

Um quarto homem foi preso horas depois suspeito de ser o homem que encomendou a droga, o chamado “patrão do tráfico”. Todos foram indiciados e encaminhados para o Iapen.

 

Compartilhamentos