Compartilhamentos

Depois de quase quatro dias de buscas mergulhadores conseguiram encontrar os corpos das duas crianças que morreram em um naufrágio ocorrido no último domingo, 9, no Rio Jari, Sul do Amapá. O tio das crianças, que pilotava a embarcação, vai responder ao processo em liberdade.

A lancha adernou rapidamente depois de uma explosão no porão. Duas crianças de 4 e 5 anos, que passeavam com o tio, desapareceram quando a embarcação afundou. Mergulhadores do Corpo de Bombeiros fizeram buscas nas proximidades porque a hipótese era que a correnteza tivesse arrastado as crianças.

Nesta quarta-feira, 12, por volta das 15 horas, os mergulhadores decidiram usar redes para procurar debaixo do barco e encontraram os corpos a uma profundidade de 40 metros.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Vitória do Jari, sob o comando do delegado Leandro Moisés. Segundo a Sejusp, o delegado informou que o tio das crianças prestou depoimento no mesmo dia e não teria sido constatado que ele estava sob efeito de álcool.

O tio, que é o proprietário da lancha, foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Ele pagou fiança e vai aguardar o julgamento em liberdade.

 

Compartilhamentos