Compartilhamentos

Repasse para o futebol I

Nesta quinta-feira, 27, o governador Camilo Capiberibe recebe os dirigentes dos clubes de futebol no Palácio do Setentrião. Expectativa é de que seja anunciado apoio financeiro ao campeonato. Clubes querem pelo menos R$ 600 mil, o mesmo valor do ano passado quando 10 times participaram da competição.

 Repasse para o futebol II

Emissários do governo não condicionaram o repasse de recurso para os clubes à saída de Roberto Góes da presidência da FAF, como chegou-se a comentar nas redes sociais depois da reunião entre dirigentes de três clubes no gabinete do Palácio do Governo. O encontro foi no início da semana. Tanto Roberto Góes quanto os presidentes negam que a conversa tenha descambado para esse lado.

Marba e Raquel Capiberibe

marba

O empresário Luciano Marba, da LMS e do Santos Futebol Clube, vai mesmo disputar as eleições de outubro. Ele voltou esta semana de Brasília onde ouviu dos dirigentes nacionais do PMN (Partido da Mobilização Nacional) que ele será pré-candidato ao governo do Estado.  O PMN já possui uma pré-candidata ao Senado, a ex-conselheira de Contas e ex-deputada federal Raquel Capiberibe, tia do governador Camilo Capiberibe.

 

Dúvida eleitoral

Roberto Góes, aliás, ainda não sabe se precisa mesmo deixar o cargo de presidente da federação para se candidatar a deputado federal. Ficou de fazer uma consulta à assessoria jurídica da CBF, onde estava nesta quarta-feira, 26.

 

Lista crescendo

O ainda deputado Zé Luis (PT) entrou de vez para o rol de desafetos políticos do PSB. O irmão do ex-prefeito de Santana Antonio Nogueira não tem poupado críticas à avalanche de vetos do governador Camilo Capiberibe (PSB). Um dos projetos rejeitados é do próprio Zé Luis, que determinava à Ueap a instalação de um núcleo da universidade em casa município, feito que nem a Unifap em seus 24 anos conseguiu até agora. No interior, a federal possui campus apenas em Laranjal do Jari e Oiapoque.

 

Namoro enfraquecido

Para alguns, a avalanche de vetos demonstra que a relação entre Assembleia Legislativa e o Governo do Estado já não é das melhores. Os deputados tem lembrado que abriram mão de R$ 28 milhões do orçamento deste ano para garantir mais capacidade de investimentos ao governo, mas reclamam que não há reciprocidade política.

 A mágoa de Zezé

alap zezé

O deputado estadual Zezé Nunes (PV) tem dito que nunca mais quer ver seu partido aliado ao PSB. Tem gente apostando que essa a mágoa passa instantaneamente quando o governo oferecer um cargo à legenda verde.

 Favacho

 francisca

Como sempre o PSB vai esperar até o último momento para anunciar de que partido sairá a candidatura de vice na chapa para o governo. Francisca Favacho (Pros) é uma das mais cotadas, mas a demora na consolidação de uma aliança pode fazer essa decisão sair tarde demais. O PT está no páreo e é essencial, segundo visão dos caciques do PSB.

 

 

Compartilhamentos