Compartilhamentos

O presidente nacional do PSD (Partido Social Democrático) e ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, condicionou a continuidade do apoio do partido à presidente Dilma Roussef a uma aliança no Amapá. Kassab negocia para que a vaga de vice na chapa de Lucas Barreto ao governo do Estado saia do PT.

A conversa entre os dois ocorreu na semana passada em Brasília. No ano passado, depois de uma longa temporada no PTB, Lucas Barreto decidiu ingressar no PSD, um partido novo e que se tornou a quarta mais numerosa bancada do Congresso Nacional. Desde que assumiu a condução da nova legenda e anunciou sua pré-candidatura ao governo, Lucas tem conversado com todos os partidos, com exceção do PSB, de Camilo Capiberibe, por óbvias razões, já que o governador vai tentar o segundo mandato.

Ex-deputada federal Marcivânia Flexa cotada para ser vice de Lucas Barreto

Ex-deputada federal Marcivânia Flexa cotada para ser vice de Lucas Barreto

As articulações em busca de uma aliança partidária evoluíram muito com uma corrente do PT que anda descontente com os rumos do partido nos últimos anos. O grupo tem a ex-deputada federal Marcivânia Flexa, a preferida de Lucas para a vaga de vice. Marcivânia é professora do quadro do estado e já teria manifestado vontade de aceitar, desde que, claro, haja autorização do partido em nível nacional para uma aliança.

Contudo, quem manda no PT é o suplente de deputado estadual Joel Banha, que atualmente ocupa a vaga de Agnaldo Balieiro (PSB), este licenciado há quase um ano para dirigir a Secretaria de Administração do Estado. Aguinaldo deve renunciar dentro de duas semanas e voltar para a Assembleia Legislativa.

Joel já disse que o PT poderia apoiar Lucas Barreto, desde que o PSD apoiasse também a candidatura de sua esposa ao Senado, a atual vice-governadora Dora Nascimento, além da vaga de vice. Lucas, por outro lado, deve apoiar a candidatura de Davi Alcolumbre (Democratas) ao Senado.

Dilma ainda não respondeu a Kassab, mas em Brasília, ele não é o único nome de peso no cenário nacional fazendo lobby por uma aliança entre o PT e o PSD de Lucas no Amapá. Enquanto não existe uma definição, Lucas tem se dedicado a divulgar o novo partido. Nos últimos dias tem se dedicado a gravar participações nas primeiras inserções políticas do PSD para a televisão.

 

Compartilhamentos