Compartilhamentos

Por Anderson Calandrini

Na manhã desta quarta-feira, 19, uma multidão tomou por completo a Avenida Presidente Vargas, entre as Ruas General Rondon e Tiradentes, na procissão de alusiva ao Dia de São José, padroeiro de Macapá e também do Estado. A passeata começou na Catedral e foi até a Igreja de São José, a primeira paróquia da histórica trajetória da cidade de Macapá.

Procissão pela Avenida Presidente Vargas

Procissão pela Avenida Presidente Vargas

Os festejos iniciaram no dia 19 de fevereiro com o tema ‘Uma comunidade chamada família’ com missas e procissões pela cidade, momento em que a imagem visitou as principais paróquias. “E nesse ano há uma missão especial, que é a arrecadação de donativos para a manutenção da cúpula da catedral, que está sofrendo com infiltrações que molham todo o altar nos dias de fortes chuvas”, frisou o bispo de Macapá, Dom Pedro José Conti.

 

Bispo de Macapá, Dom Pedro Conti, lembrou que é preciso recuperar a cúpula da nova catedral

Bispo de Macapá, Dom Pedro Conti, lembrou que é preciso recuperar a cúpula da nova catedral

O dia em homenagem ao Pai de Jesus Cristo iniciou com uma missa presidida pelo Bispo de Macapá na catedral. Logo após, teve início a procissão em direção à Igreja de São José onde acontecem os festejos celebrando o santo conhecido como o padroeiro dos trabalhadores e guardião da família. “Hoje é uma data muito especial em celebração ao santo que derrama sua benção por nossa cidade e fortalece a cada dia os anseios familiares por trazer em sua mensagem a importância da manutenção das relações familiares e o amor fraterno entre as pessoas”, acrescentou o bispo.

 

Uma mensagem muito respeitada pela família de Francisca de Oliveira. “Nós sempre estamos pedindo uma graça, principalmente saúde para que possamos estar presentes nos próximos anos de procissão”, revelou a senhora.

 

O militar José que mora em Minas veio passar o aniversário com a mãe, devota do padroeiro

O militar José, que mora em Minas, veio passar o aniversário com a mãe, devota do padroeiro

Para Francisca, esse ano a festa tem um sabor diferente. O filho dela, que recebeu o nome em homenagem ao santo, veio passar o seu aniversário em Macapá. “Eu me tornei militar em 1999, e desde então já passei por muitas cidades. Atualmente estou em Uberlândia (MG) e após muitos anos consegui minhas férias no mês de meu aniversário que coincide com os festejos de São José, do qual herdei o nome”, justificou o filho de Francisca, José Francisco de Oliveira.

 

De joelhos, rita de Cássia agradeceu pela recuperação do filho que tinha se envolvido com o crime

De joelhos, rita de Cássia agradeceu pela recuperação do filho que tinha se envolvido com o crime

Imagem de São José carregada até a igreja

Imagem de São José carregada até a igreja

Outras pessoas já usam a procissão para pagar promessas com o santo. Esse foi o caso de Rita de Cássia, que entrou na igreja de joelhos e foi até o altar agradecer a graça alcançada. “Meu filho se envolveu com quem não devia a acabou sendo preso, desde então meus pedidos ao santo começaram; pedia saúde para ele dentro do Iapen para que saísse e recomeçasse a sua vida de forma digna. Uma graça alcançada, pois saiu no ano passado e agora está colocando a vida nos eixos aos poucos com empregos dignos”, comemorou.

 

Banda que recepcionou devotos após a procissão de São José

Banda que recepcionou devotos após a procissão de São José

Rita também queria forças para aguentar aquele momento de desestruturação familiar. “Agora pagarei a minha promessa e enquanto tiver vida estarei pagando essa dívida com o São José, que conseguiu reestruturar minha família”, concluiu.

 

Todos querem alcançar a imagem

Todos querem alcançar a imagem

Compartilhamentos