Compartilhamentos

Foi sepultado na tarde desta segunda-feira, 31, o corpo do socorrista do Hospital das Clinicas Alberto Lima (Hcal), Iratan Queiroz Nunes. Ele foi vitima de bala perdida no último sábado, 29, no bairro do Goiabal. Ele chegou a ser encaminhado e operado no Hospital de Emergências (HE), mas não resistiu devido à gravidade da lesão cerebral provocada pela bala. A Polícia Civil investiga o caso, mas ainda não tem pistas do suspeito.

Iratan Queiroz, de 25 anos era conhecido por ter personalidade calma, brincalhão e amigo de todos. Ele estava na companhia de um amigo e um irmão, mas no momento em que foi alvejado não havia ninguém próximo. “Era umas 20 horas do sábado. Ele estava saindo do Goiabal quando foi alvejado. Ninguém sabe de onde veio a bala, mas acertou diretamente a cabeça dele. ”,contou o diretor do HE, Regiclaudo Sousa, que era tio de Iratan.

Segundo a família, a morte não pode ser execução. “Apesar de ter sito apenas uma tiro, não acreditamos que tenha sido execução. Meu irmão não devia ninguém e não era envolvido com drogas”, garantiu o irmão da vítima que não quis ser identificado. A família não permitiu fotografias do velório, que ocorreu em uma residência na Avenida Diógenes Silva, no bairro do Trem.

 

Compartilhamentos