Compartilhamentos

Por volta das 5 horas da manhã desta quinta-feira, 17, equipes do GTA e do Bope deflagraram uma operação para desarticular uma quadrilha de assaltantes. Suspeitos foram presos no bairro Jardim Marco Zero, Zona Sul da capital. Com eles os policiais encontraram armas, dinheiro e drogas.

As equipes cumpriam nove mandados de prisão e de busca e apreensão. Um dos crimes praticados pelo bando ocorreu no dia 21 de janeiro de 2013. A vítima foi um empresário dono de uma loja de materiais de construção. Na ocasião, foram levados R$ 100 mil.

Suspeitos presos na DCCP

Suspeitos presos na DCCP

A quadrilha também é acusada de ter roubado o mesmo empresário 10 dias após o primeiro assalto, levando R$ 7 mil. Francis Braia da Silva Castro, Josef Rosberd, Anderson Ales Gonçalves, Adeilton Nascimento de Souza, e Márcio dos Santos Gama, presos na operação, são apontados pela polícia como integrantes do grupo. Um sexto membro da quadrilha ainda está foragido.

Delegado Wellington Ferraz

Delegado Wellington Ferraz

Pistolas de uso da Polícia Civil

Pistolas de uso da Polícia Civil, além de dinheiro, joias e drogas

Na residência em que Márcio dos Santos foi preso, localizada no bairro Jardim Marco Zero, outro dois comparsas foram presos: Melque Rodrigues Dias era foragido do Iapen, onde cumpria pena por assalto. Com ele estava Tiago Damasceno Navegante.

Policiais do Bope em casa no Jardim Marco Zero

Policiais do Bope em casa no Jardim Marco Zero

Os policiais apreenderam duas armas de fogo, uma ponto 40, de uso exclusivo da Polícia Civil, e uma arma calibre 378. As equipes também recolheram dinheiro, joias, entorpecentes e duas placas de carro, que de acordo com a polícia eram usadas nos assaltos da quadrilha.

O delegado Wellington Ferras afirmou que a quadrilha será indiciada por formação de quadrilha, roubo, porte ilegal de armas e tráfico de drogas.

 

Compartilhamentos