Compartilhamentos

O PDT escolheu o município de Santana, a 23 quilômetros de Macapá, para lançar a pré-candidatura de Waldez Góes ao governo do Estado. Foi durante a Convenção Municipal do partido, realizada na Câmara de Vereadores da cidade. Cerca de 1 mil pessoas, entre militantes e lideranças, ocuparam o prédio.

Waldez Góes governou o Estado em dois mandatos, até renunciar em abril de 2010 para concorrer ao Senado, campanha na qual obteve mais de 100 mil votos mesmo depois de ter sido preso na Operação Mãos Limpas, da Polícia Federal. Em março, ele e mais 18 ex-integrantes e empresários foram denunciados pelo Ministério Público Federal. Waldez tem dito que espera o julgamento para provar sua inocência.

Waldez Góes: "não existe político mais perseguido do que eu"

Waldez Góes: “não existe político mais perseguido do que eu”. Foto: Ascom/PDT

Ao anunciar sua pré-candidatura ao governo do Estado do Amapá, Waldez Góes, agradeceu a presença em massa da militância que demonstrou a sua força e o crédito depositado no projeto político, e ainda fez questão de relembrar a todos sobre os ataques sofrido por adversários políticos. “Acredito ser eu o político mais perseguido, mais apedrejado da história do Amapá, ninguém aguentou tanto como eu. Mas como eu disse essa semana no programa de TV do partido ‘a perseguição política, a calúnia e a difamação são armas dos covarde’. Mas, para desespero dos meus adversário eu acredito na justiça na justiça divina, e ao colocar meu nome a disposição do povo amapaense, a própria população fará justiça”

Waldez Góes também salientou em seu discurso que tem conversado lideranças políticas visando as eleições de 2014, citando como exemplo o PP, PSC, PSD e o PT. A deputada estadual Marilia Góes, anunciou sua pré-candidatura à reeleição relembrando a época em que chegou ao Estado como delegada de polícia. No governo de Waldez, ela dirigiu a Secretaria de Estado de Inclusão e Mobilização Social. “É visível que o Amapá vive um de seus piores momentos desde a economia até as políticas públicas básicas, mas hoje vamos falar de coisas boas. O PDT tem duas coisas que o diferenciam de qualquer outro partido primeiramente Deus. Deus esta no comando de tudo e segundo uma militância forte e aguerrida. Assim, caminhamos na esperança de sempre contribuir para a construção de um Amapá melhor”.

Além da deputada Marilia Góes (PDT), também estiveram presentes no evento os deputados Keka Cantuaria (PDT), Moisés Souza (PSC), Edinho Duarte (PP), Eider Pena (PSD), a vereadora de Macapá Edna Alzier (PDT), o vereador santanense Adelson Rocha, além de Papaléo Paes, Roberto Góes, prof. Conceição Madeiros, Joelma Santos (superintendência do MTR), Adail Júnior (coordenador de juventude do PTB), dentre outros.

 

Compartilhamentos