Compartilhamentos

Será transferida nesta quinta-feira, 17, para o Centro de Internação Provisória (CIP), a jovem que desferiu seis facadas em uma colega de turma dentro da escola estadual Maria Cavalcante Picanço, no Brasil Novo, na noite da terça-feira, 15. A agressora já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Plínio Roriz, a jovem já tinha passagem pela polícia. “A agressora já havia passado pelo Centro de Internação Feminino por envolvimento com tráfico de drogas dentro da escola onde estudou antes de ser transferia para o colégio do Brasil novo”, contou o delegado.

Escola onde a agressão aconteceu

Escola onde a agressão aconteceu. Foto acima do delegado Plínio Roriz

Em depoimento, a menor disse ao delegado que foi ameaçada de morte pela outra garota, e por isso já saiu de casa armada. “Ela nos contou que pelo fato de ser novata na escola sofria perseguição por parte de outras alunas. E que a intenção era ferir também outra estudante, mas não conseguiu porque foi imobilizada pelo professor que estava na sala de aula”, acrescentou Plínio.

A vítima ainda está internada no Hospital de Emergência, mas não corre risco de morte. Segundo a direção do hospital, ela passou por uma drenagem para limpar os ferimentos e foi submetida a uma cirurgia torácica. No momento ela está em observação.

 

Compartilhamentos