Compartilhamentos

Cerca de 700 lideranças e militantes de partidos em todos os municípios lotaram um centro de convenções em Macapá para confirmar a pré-candidatura de Lucas Barreto (PSD) ao governo do Estado nas eleições deste ano. Foi durante o II Congresso Estadual do Partido Social Democrático, evento que teve a presença do presidente nacional da legenda, o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab.

Lucas Barreto atualmente é vereador por Macapá, mas já foi deputado estadual por três mandatos, no último deles passou dois anos dirigindo a presidência da Assembleia Legislativa. A partir de 2008, Lucas passou a disputar campanhas majoritárias. Concorreu à prefeitura de Macapá (ficando em 3º lugar), e em 2010 foi para o segundo turno na campanha para o governo do Estado perdendo para o atual governador Camilo Capiberibe (PSB).

Lideranças de todos os municípios e de pelo menos 15 partidos estiveram no lançamento da pré-candidatura de Lucas

Lideranças de todos os municípios e de pelo menos 15 partidos estiveram no lançamento da pré-candidatura de Lucas

Lucas tem um discurso desenvolvimentista. Costuma defender os incentivos ao turismo e à indústria como medidas que podem favorecer a instalação de grandes empresas e a ampliação de outros negócios, gerando mais emprego e tributos ao Estado. No discurso de lançamento da pré-candidatura, ele voltou a dizer que fará investimentos em estradas, educação e saúde. “Nossos profissionais são empenhados, mas faltam equipamentos”, criticou.

Lucas Barreto também não poupou o empréstimo que o governo do Estado fez no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “Foram R$ 4 bilhões. Uma dívida que nossos filhos e netos irão pagar. E não vemos onde esse dinheiro está sendo aplicado”, criticou. “Vão para as ruas e combatam a mentira que disserem da gente, e digam a verdade sobre eles”, conclamou dirigindo-se à militância.

Davi, presidente do Democratas, em discurso inflamado

Davi, presidente do Democratas, em discurso inflamado

O PSD ainda costura uma coligação para disputar as eleições. O primeiro aliado foi o Democratas. “Nós enxergamos no Lucas o que o amapaense quer ver em um governador”, defendeu o deputado federal e pré-candidato ao senado, Davi Alcolumbre, presidente do Democratas.

Gilberto Kassab disse que conversou com a presidente Dilma Roussef e pediu apoio do PT do Amapá à pré-candidatura do PSD. “Ela me garantiu que o PT vai estar com você, Lucas”, assegurou Kassab durante um discurso moderado, mas que terminou de forma inflamada. Um outro discurso emocionante ficou por conta de Suzana Carvalho, uma paciente que luta contra o câncer. “Eu confio tanto em você que confio a minha vida a você, Lucas”, proclamou mesmo com dificuldades para falar em função de efeitos da quimioterapia.

Suzana Carvalho, paciente de câncer, em discurso que emocionou

Suzana Carvalho, paciente de câncer, em discurso que emocionou

O lançamento da pré-candidatura de Lucas Barreto foi prestigiado por representantes de outros partidos. Estavam na mesa de trabalhos lideranças como o presidente da Assembleia Legislativa Moisés Souza (PSC), o presidente da Câmara de Vereadores de Macapá Acácio Favacho (PMDB), a deputada Sandra Ohana, presidente do PP, além do presidente do PTB Eduardo Seabra. Na plateia estavam lideranças do PSDB, Pros, PV, e de outros partidos. As convenções que consolidam as candidaturas ocorrerão em junho.

 

Compartilhamentos