Compartilhamentos

Fiscais da Companhia de Trânsito de Macapá (CTMac) apreenderam 14 veículos na manhã desta quinta-feira, 8, em blitz realizadas na Rodovia Duca Serra e no Centro da cidade. O trabalho faz parte de uma campanha de combate ao transporte clandestino de passageiros em Macapá. Foram parar no curral seis carros, sete motos e uma perua (Kombi) que faziam transporte irregular.

Fiscalizações foram realizadas na Rodovia Duca Serra e no Centro comercial

Fiscalizações foram realizadas na Rodovia Duca Serra e no Centro comercial

Existem hoje em Macapá 1.478 concessões de mototáxi em vigor, mas a CTMac calcula que o número de mototaxistas clandestinos seja igual ou superior aos legalizados. A estimativa se deve ao grande número de motos irregulares apreendidas este ano. Já foram 800 motos até o mês de abril. De acordo com o fiscal de trânsito Alexsander Costa, o trabalho nas ruas também visa cumprir uma determinação do Ministério Público. “Segundo a determinação 014 do Ministério Público, quem for flagrado trajando camisa amarela e portando dois capacetes deve ser autuado, pois isso caracteriza que ele esta fazendo transporte clandestino de passageiros”, explicou.

Erick Silva, teve a moto apreendida, e diz que não tem como pagar a multa de R$ 1,2 mil

Erick Silva, teve a moto apreendida, e diz que não tem como pagar a multa de R$ 1,2 mil

A multa mínima para transporte irregular de passageiros é de R$ 1,2 mil, podendo chegar a R$ 2,8 mil dependendo da documentação do motorista. Erick Silva foi um dos mototaxistas clandestinos flagrados na blitz do centro da cidade e vai pagar R$ 1,2 mil de multa. “Eu estou desempregado há cinco meses. Já procurei trabalho e até fiz uns bicos de pedreiro. Mas como já tinha moto decidi fazer corrida e ganhar dinheiro. Agora não sei o que vou fazer”, lamentou. Há um mês a CTMac realizou licitação para concessão de novas placas, só que mais de 100 candidatos foram eliminados por terem vínculo empregatício e não terem preenchido outros requisitos.

Edinaldo Palmeira, mototaxista legalizado, acha que é preciso divulgar que os legalizados dão mais segurança aos passageiros

Edinaldo Palmeira, mototaxista legalizado, acha que é preciso divulgar que os legalizados dão mais segurança aos passageiros

Enquanto para uns a fiscalização reflete em prejuízos, para outros ela é necessária. “Tem que fiscalizar mesmo. Mas não adianta a CTMac fazer o trabalho de fiscalização e a população não se conscientizar que a moto legalizada é mais segura”, afirmou Edinaldo Palmeira, mototaxista legalizado há 10 anos.

Só nesta quinta-feira, 8, 14 veículos foram apreendidos

Só nesta quinta-feira, 8, 14 veículos foram apreendidos, entre motos e carros

As blitz estão sendo feitas pela manhã e à tarde de forma fixa e volante. De acordo com o diretor de trânsito da CTMac Michel Braz, a fiscalização foi intensificada a pedido dos mototaxistas legalizados. “Já vínhamos fazendo esse trabalho, mas a categoria vem nos pressionando no sentido de fiscalizar cada vez mais. E agora com a entrega de 529 concessões o número de mototaxistas legais vai ultrapassar dois mil e vamos continuar fiscalizando”, concluiu.

Compartilhamentos