Compartilhamentos

Depois de 26 anos, a Escola Estadual Jesus de Nazaré pede socorro. Alunos dizem que a última reforma foi realizada em agosto de 1994. A principal reclamação dos estudantes é sobre a quadra poliesportiva que foi parcialmente destruída no dia 25 de dezembro do ano passado por uma ventania. As atividades físicas estão comprometidas porque a quadra não tem telhado. A direção da escola, que já encaminhou pedido de reforma para a Secretaria de Infraestrutura (Seinf), afirma que a instituição está na lista das escolas que serão reformadas.

Escola tem 720 alunos e 26 anos de história

Escola tem 720 alunos e 26 anos de história. Calor intenso nas aulas

A escola possui 720 alunos nos três turnos dos ensinos fundamental II, médio regular e Educação de Jovens e Adultos (EJA). “Dificilmente temos aula na quadra, porque chove e fica tudo molhado. Além disso, nas salas de aula os ventiladores não funcionam direito ou estão quebrados. Isso prejudica muito quem estuda à tarde, porque tem que suportar o calor intenso desse horário”, declarou o estudante Ryan Soares.

Ventania levou parte do telhado há quase 6 meses

Ventania levou parte do telhado há quase 6 meses

A aluna Joelma Lima aponta outros problemas que a instituição enfrenta. “As meninas quase não usam o banheiro. É sujo, não tem papel e às vezes não tem água. O banheiro da quadra está quase caindo na nossa cabeça. Dá até vergonha da situação dos banheiros da escola”.

Dir. adjunto Felipe Josaphat diz que a escola está na lista de colégios a serem reformados

Dir. adjunto Felipe Josaphat diz que a escola está na lista de colégios a serem reformados

A direção do estabelecimento admite a necessidade de uma reforma no prédio. De acordo com o diretor, Josinei Nunes da Silva, constantes reparos são feitos, mas os alunos também não ajudam preservam o patrimônio. “A reivindicação é legitima e legal. Mas os alunos devem contribuir. Em 2012 nos consertamos os ventiladores, pintamos a escola. Mas as salas tem ventiladores tortos e paredes estão pinchadas. Quem faz a escola é o aluno”.

Aluno Ryan Soares: calor intenso na hora de aprender

Aluno Ryan Soares: calor intenso na hora de aprender

A direção confirmou que a escola já está na lista de escolas que serão reformadas pelo governo do Estado, mas não há previsão de quando isso vai acontecer. “A documentação foi encaminhada no ano passado, mas sabemos que isso demora. Não podemos passar por cima de nenhuma secretaria. O jeito é esperar”, disse o diretor adjunto da escola, Felipe José Picanço Josaphat.

Compartilhamentos