Compartilhamentos

Mulheres e idosos são as maiores vítimas dos assaltos conhecidos como “saidinhas de banco”. Esse tipo de crime começou a ser combatido de uma forma diferente nesta sexta-feira, 30: com prevenção. A Operação Saque Seguro fez lideranças comunitárias, guardas municipais e policiais militares e civis repassarem instruções clientes e funcionários de bancos de como realizar transações sem serem surpreendidos por assaltantes na saída das agências.

Líder comunitário Micherlon Mendonça diz que é preciso envolvimento da comunidade

Líder comunitário Micherlon Mendonça diz que é preciso envolvimento da comunidade

Em Macapá, 19 agências foram mapeadas para receber a operação, a maioria está nos bairros Central, Buritizal e São Lazaro. De acordo com o secretário de Justiça e Segurança Pública Nixon Kennedy, a ação visa alertar a sociedade para os assaltos já conhecidos em períodos de pagamento dos órgãos públicos. “A ideia é alertar e coibir práticas inadequadas em agências bancarias. Por meio do folder vamos dar dicas de segurança para evitar incidência penal desse crime.”

As principais dicas de segurança pessoal são: evitar contar dinheiro em locais públicos; não comentar com estranhos suas transações bancarias; antes de sair do caixa verificar o término da transação; não emprestar senha ou cartão e qualquer dúvida procurar o gerente de seu banco.

Rubivar Nobre, coordenador de Segurança Comunitária: idosos são as maiores vítimas

Rubivar Nobre, coordenador de Segurança Comunitária: idosos são as maiores vítimas

A coordenadoria de Segurança Comunitária dá dicas de como se prevenir da saidinha de banco. “Ao utilizar os caixas eletrônicos olhar se tem alguém observando, não deixar a senha junto com o cartão e não pedir ajuda a estranhos. Os idosos são as maiores vítimas desse crime. Então pedimos que a família acompanhe essas pessoas para não serem vítimas de meliantes”, explicou o Coordenador comunitário, Rubivar Nobre.

Os líderes comunitários aprovam a iniciativa e ajudam no processo. “Quem ganha com isso é a comunidade. Já temos conhecimentos de alguns casos, principalmente com idosos. É muito importante essa participação da justiça e segurança pública, assim como a colaboração da comunidade”, ponderou o conselheiro dos Bairros do Araxá e Pedrinhas, Micherlon Mendonça.

Nixon Kennedy, secretário de Segurança Pública

Nixon Kennedy, secretário de Segurança Pública

Para o pescador Manuel Gonçalves Ferreira, morador do Distrito da Fazendinha e beneficiário do Programa “Renda Para viver Melhor”, a ação conjunta traz mais segurança para a população. “Muitas vezes não tomamos cuidado dentro e fora do banco. Quando temos dúvidas perguntamos para alguém na fila e isso é errado. Além de nos orientar, essa ação traz mais segurança de como se prevenir dos criminosos que se aproveitam das pessoas”.

Compartilhamentos