Compartilhamentos

A professora Marineide da Silva Lopes, de 42 anos, foi transferida no fim da tarde desta sexta-feira, 9, para a UTI do Hospital Unimed, em Macapá. A informação foi dada pelo filho dela, Antonio Neto, no Programa Café Com Notícia, da Rádio Diário FM. Apesar da gravidade dos ferimentos provocados por dois tiros, ela não corre mais risco de morte.

Segundo o filho, Marineide não corre mais risco de morrer, mas seu estado ainda é delicado.

Segundo o filho, Marineide não corre mais risco de morrer, mas seu estado ainda é delicado.

Marineide da Silva Lopes foi baleada por outra professora, Aurivânia Neves da Silva, ex-mulher do atual marido da vítima. O crime ocorreu por volta das 10h30 da manhã na Casa do Professor, no Centro de Macapá. Marineide já havia registrado boletins de ocorrência contra a agressora que ainda não aceita o relacionamento do ex-marido iniciado há cerca de 6 anos.

Marineide foi operada ainda no HE para a retirada de dois projéteis que se alojaram no tórax, mas que não atingiram órgãos vitais. Segundo testemunhas, a agressora chegou a disparar quatro vezes. 

Dentro da Casa do Professor não há circuito de câmeras, mas a fuga de Aurivânia foi filmado por câmeras de vizinhança. Segundo Antonio Neto, Aurivânia apanhou uma mototáxi que passava na hora. “Ela é morena, usava blusa rosa e uma bolsa marrom. Peço ao mototaxista que, se estiver me ouvindo agora, nos ajude a localizá-la ligando para o 190”, pediu o filho.

 

 

 

Compartilhamentos