Compartilhamentos

A professora Maria Celis Coutinho Ferreira, de 56, anos, foi assassinada com duas facadas, no início da tarde desta quarta-feira, 21, quando passava em frente ao conjunto Mucajá, Bairro do Beirol, Zona Sul de Macapá. Segundo a polícia, a educadora foi vítima de latrocínio, o roubo seguido de morte.

Os policiais que atenderam a ocorrência contaram que Maria Celis passava em frente ao conjunto, quando dois menores tentaram puxar a bolsa dela. A professora segurou a bolsa e um dos assaltantes atacou desferindo-lhe duas facadas, uma atingiu o pescoço. A professora ainda foi levada para o Hospital de Emergência, mas não resistiu devido à hemorragia.

Um dos menores quando para ser atendido no HE após o crime

Um dos menores quando para ser atendido no HE após o crime

Duas horas depois, a Polícia Militar conseguiu informações sobre o paradeiro dos assaltantes. Os dois estavam escondidos em uma casa abandonada na antiga Vila do Mucajá, no Bairro Santa Inês. Os policiais foram ao local e se depararam com os dois em fuga. “Tivemos que perseguir um dos suspeitos pelo Bairro Santa Inês. O outro, conhecido como “Pretinho”, tentou agredir um dos policiais e foi alvejado na perna”, contou o oficial de plantão, tenente Rodney.

Um dos menores recebeu um tiro quando tentava fugir

Um dos menores recebeu um tiro quando tentava fugir

Após a perseguição, os dois foram levados ao HE para atendimento médico, antes de serem entregues na Delegacia de Atos Infracionais, no bairro do Trem.

Maria Celis era professora da Escola Municipal Aracy Nascimento, localizada no Bairro Santa Rita. Segundo a família, ela estava participando de um treinamento ofertado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), que ocorria no auditório do Sesc. Ela tinha acabado de sair do treinamento para almoçar quando foi assassinada.

Compartilhamentos