Compartilhamentos

A tradição manda que os casais troquem presentes no Dia dos Namorados. Cartões, chocolates, ursos de pelúcia, flores. E como canta Ana Carolina, “toda mulher gosta de rosas”. Nesta data de celebração amorosa, as flores estão em primeiro lugar na hora de presentear. Muitos presenteiam com um buquê acompanhado de chocolate, joias e cartão. Outros inovam presenteando a mulher com um buquê de dinheiro. 

Thais Távora, gerente de floricultura

Thais Távora, gerente de floricultura

Historicamente, o Dia dos Namorados é uma data especial e comemorativa entre casais, que podem ser casados, noivos, namorados. Em alguns lugares do mundo até entre amigos. No Brasil, a data é comemorada na véspera do dia de Santo Antônio, também conhecido como Santo Casamenteiro.

Os arranjos mais procurados variam de R$ 6 a R$ 130

Os arranjos mais procurados variam de R$ 6 a R$ 130

Nesta época, as floriculturas ficam lotadas de pessoas em busca do maior símbolo de ternura e delicadeza: rosas. Segundo a gerente de uma floricultura tradicional de Macapá, neste período a demanda costuma crescer 60% em comparação com o restante do ano. “Nosso público é formado por homens entre 15 e 30 anos. Eles procuram mais as rosas vermelhas, sempre acompanhadas de chocolate e cartão. Muitos preferem que seja feita entrega no trabalho da amada”, explicou a gerente, Thais Távora.

Arranjos são sempre acompanhados de chocolates e outros acessórios

Arranjos são sempre acompanhados de chocolates e outros acessórios

As rosas são importadas de São Paulo e Fortaleza e ficam em estufas, podendo durar até duas semanas. O preço para agradar a mulher amada varia entre R$ 6 a R$ 130. Uma rosa custa seis reais, um buquê de 6 rosas sai por R$ 90 . E um buquê com 12 custa R$ 130. Mas os homens que querem agradar não se importam com o preço. É o caso de Cesar Balieiro que quis presentear a amada com flores. “Às vezes, a melhor forma de fazer uma mulher feliz e presentear com flores. A simplicidade e ternura das rosas valem mais que a ostentação de muitos presentes”. Ele fará uma semana de namoro no Dia dos Namorados e decidiu fazer uma surpresa no trabalho da namorada.

César Balieiro: "flores valem mais que a ostentação de muitos presentes"

César Balieiro: “flores valem mais que a ostentação de muitos presentes”

Cada cor para uma ocasião

Cada cor para uma ocasião

Casado há cinco anos, Luiz Fernando, de 37 anos, não perdeu o romantismo. Decidiu comprar flores para a esposa. “Não dou flores só no Dia dos Namorados. Mas a data é importante. Então quis presentear minha mulher com uma rosa. Doce, delicada e linda como ela”.

Romântico Luiz Fernando: "não dou flores só no Dia dos Namorados"

Romântico Luiz Fernando: “não dou flores só no Dia dos Namorados”

Segundo a gerente da loja, muitos clientes ousam ao presentear. “Existem homens que chegam aqui e pedem dicas de presentes. Mas a história mais interessante foi de um empresário que pediu um buquê de flores com dinheiro. Ele disse que a mulher dele tinha tudo e ele não sabia o que comprar, então pediu para enrolarmos mil reais no buquê”. Quem pode, pode…

Compartilhamentos