Compartilhamentos

O cantor Jomar Nascimento foi condenado a 32 anos e 8 meses de prisão pelo duplo assassinato da ex-esposa e do filho dela, de 16 anos (foto acima), ocorrido no ano passado no Distrito do Coração, Zona Rural de Macapá. A sentença saiu no fim da tarde.

Advogado tentou argumentar que mãe e filho foram assassinados devido a uma "forte emoção"

Advogado tentou argumentar que mãe e filho foram assassinados devido a uma “forte emoção”. Reprodução/Álbum de família

Os jurados consideraram fracos os argumentos da defesa que alegava forte emoção do réu no dia do crime. Ele teria sido “provocado injustamente” pela vítima e por isso matou Maria Domingas, de 40 anos, e o filho Danilo. A sentença saiu por volta das 18 horas.

Jomar prestando depoimento

Pai de Danilo prestando depoimento

Ao ouvir o pronunciamento dos jurados, Jomar não esboçou nenhuma reação. Antes, contudo, ele chorou ao dizer que “amava” Domingas. Jomar retornou ao Iapen onde está preso desde que foi descoberto em Castanhal (Pará) e depois recambiado para o Amapá. Em Castanhal, ele levava uma nova vida e até tinha um novo romance. Como a pena passou de 30 anos, a defesa tem o direito de recorrer.

Compartilhamentos