Compartilhamentos

Uma equipe da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes prendeu três pessoas na noite desta quarta-feira, 25. Com elas os policiais encontraram 30 quilos de maconha que vieram em um barco de Belém. Entre as prisões, está a de uma mulher que já tinha sido presa no Infraero I,  no início do mês, logo após o assalto ao Banco do Brasil de Santana.

Greyce Paiva Ramos, 26 anos,  foi detida logo após o assalto ao BB quando estava em uma casa na companhia de outras pessoas, todas com passagens pela polícia por roubo e tráfico. Na residência, a PM encontrou R$ 11,2 mil, por isso havia a suspeita de participação no assalto ao Banco do Brasil.  Como nada ficou comprovado, ela foi solta. Agora a polícia suspeita que o tal dinheiro a casa era fruto do tráfico de drogas.

Greyce já tinha sido presa por suspeita de envolvimento no assalto ao BB

Greyce já tinha sido presa por suspeita de envolvimento no assalto ao BB

Nesta quarta-feira à tarde, ela vinha sendo monitorada pela polícia. Depois de apanhar uma mercadoria suspeita no Porto do Grego, em Santana, ela pegou um táxi com destino a Macapá. No caminho, foi abordada pelos policiais e confessou que estava levando a droga, cerca de 20 quilos de maconha, para uma casa no Conjunto Jardim Marco Zero.

Greyce conduziu os policiais até a residência onde havia mais 10 quilos. A casa pertence a Romário Gomes da Silva, 24 anos,  que foi preso. Junto com ele, também foi conduzido à DTE Andrew da Silva de Souza, da mesma idade. Os três devem ser encaminhados ao Iapen nesta quinta-feira, 26.

Compartilhamentos