Compartilhamentos

Intervenções à vista

As eleições deste ano no Amapá serão marcadas por intervenções nacionais de vários partidos. PT, PSDB e até o PMDB devem sofrer interferências. Aécio Neves, por exemplo, não tem interesse em ver ampliado o palanque do senador José Sarney (PMDB). O PT também deve ser forçado a apoiar o senador maranhense, deixando de lado a prata da casa Dora Nascimento. Já o PMDB local está rachado. Metade quer ir com Waldez, a outra metade com Bruno Mineiro (PT do B).

 

Comemoração curta

Senador Capiberibe se apressou em dizer em tom de comemoração que o presidente do PT, Ruy Falcão, tinha garantido que Dora Nascimento será a candidata petista ao Senado. Capiberibe leu a “informação” em um blog local especializado em política. Logo em seguida, foi corrigido pelo presidente do PT amapaense, Joel Banha. Na verdade, não havia nenhuma declaração de Falcão à respeito.

De olho

lucas

Quem está observando toda essa movimentação à distância é o pré-candidato ao governo do Estado Lucas Barreto (PSD). Confortável nas pesquisas, deve fechar com mais dois partidos até o próximo de fim de semana.

Faca nos dentes e sangue no olho

Enquanto os políticos se organizam para a disputa de 2014, tem assessor que se diz jornalista, mas prefere também fazer o papel de cachorro pitbull, atacando até a mãe se for preciso. No arfam de agradar os chefes, perdem completamente a elegância e o respeito. E haja processo chegando na Justiça.

Moral

Aroldo Rabelo

O presidente do gigante Sinsepeap, Aroldo Rabelo, desistiu não disputar uma vaga na Câmara Federal ou na Assembleia Legislativa pelo PSOL este ano. O principal motivo é a mais que possível aliança entre o partido dele e o PSB. Rabelo disse não haver condições morais para disputar uma eleição com o partido que fez de tudo para desqualificar a greve ocorrida em 2012.

Judicialização

Aroldo deve ficar até 15 de julho à frente do Sinsepeap (quando termina oficialmente seu mandato), aguardando o desenrolar do conflito judicial gerado a partir da eleição do último domingo. Nesta quinta-feira, 5, a chapa Democracia, que havia vencido no voto, não teve os votos computados pela Comissão Eleitoral.

O Globo no Amapá I

Jornalista Chico de Gois, do Jornal O Globo, passou uma semana em Macapá levantando informações para pelo menos 3 reportagens: uma sobre a disputa para o governo, outra para o Senado, e uma sobre os escândalos de corrupção nos Tribunais de Contas do Estado. No Amapá, é claro, encontrou farto material.

O Globo no Amapá II

Gois entrevistou Waldez Góes, Camilo Capiberibe e Marília Góes antes de partir para o Acre, na noite desta quinta-feira, 5. As primeiras reportagens devem publicada no próximo dia 12.

A volta de Marba

Com salvo conduto garantido pela Justiça, empresário Luciano Marba voltou ao Brasil e ao Amapá. Na chegada, foi direto matar a saudade dos filhos. Sobre política e os destinos da LMS volta a cuidar nesta sexta-feira.

 

 

 

Compartilhamentos