Compartilhamentos

A direção do Colégio Santa Bartolomea Capitanio emitiu nesta quinta-feira, 26, uma nota dando conta do resultado das investigações sobre o caso de uma estudante de 12 anos que teria sido agredida dentro do banheiro da escola no dia 9 de maio deste ano. Segundo os primeiros relatos da adolescente, duas pessoas a teriam surpreendido dentro do banheiro e cortado parte do seu cabelo. Mas a história sofreu uma reviravolta.

Nota emitida pelo Colégio Bartolomea

Nota emitida pelo Colégio Bartolomea

A nota divulgada pela escola afirma que as investigações feitas pelo delegado Plínio Roriz, da Delegacia Especializada em Atos Infracionais (DEIAI), apontaram que a adolescente cortou o próprio cabelo fazendo uso de uma tesoura. A versão que teria sido confirmada pela menor em depoimento em juízo colhido na Vara da Infância de Macapá.

Testemunhas também foram ouvidas no caso e todos os relatos levaram à confirmação da autolesão. Agora, o caso está sendo tratado como “comunicação falsa de crime” e será levado ao Ministério Público. A direção da escola encaminhou nota à imprensa, mas não quis gravar entrevista.

menina agredida 3

A família da estudante foi procurada por nossa reportagem. A mãe dela, Carla Duarte, disse por telefone que por orientação do seu advogado, por enquanto não irá se pronunciar.

Compartilhamentos