Compartilhamentos

Uma patrulha do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prendeu no início da tarde desta quinta-feira, 24, um dos bandidos mais procurados nos estados do Pará e Amapá. Trata-se de Ediney Nunes Furtado, conhecido como Ney. Segundo a polícia, ele participou de pelo menos três assaltos nos últimos três meses.

No assalto na Benoliel o motorista da empresa levou um tiro no pé

No assalto na Benoliel o motorista da empresa levou um tiro no pé

Um deles foi o assalto a uma agência do Banpará no município paraense de Afuá, distante cerca de 6 horas de barco de Macapá, no dia 30 de maio deste ano. Ney era um dos quatro que levaram R$ 11 mil da agência, e ainda fizeram duas pessoas reféns (um deles um radiologista que trabalha na Unidade de Saúde de Afuá) e fugiram numa lancha. Os reféns foram abandonados em um sítio da região logo depois.

Agência do Banpará assaltada por quadrilha chefiada por Ney

Agência do Banpará assaltada por quadrilha chefiada por Ney

Depois no dia 5 de junho, Ney teria participado do assalto ao correspondente bancário que ficava dentro do Superfácil da Zona Norte de Macapá. Eram quatro homens armados que levaram R$ 10 mil da agência. Na época, testemunhas contaram à polícia que um bandidos ficou fora do prédio dando cobertura aos comparsas, enquanto os outros três entraram para efetuar o assalto. Duas motos foram usadas na fuga.

Mas foi no terceiro assalto, no dia 8 de julho, que Ediney Nunes Furtado foi reconhecido. Ele e um comparsa armados renderam uma funcionária da loja Benoliel, no Bairro do Muca, Zona Sul de Macapá, quando ela ia fazer um depósito bancário. Eles levaram, segundo a polícia, R$ 140 mil. No momento do assalto, um tiro foi disparado. A bala acertou o pé do motorista Marlindo Monteiro Maia, de 36 anos, que é irmão do proprietário da loja. Como a loja tem circuito interno, Ney foi reconhecido pela polícia e estava com mandado de prisão em aberto. Ele também já cumpriu pena no Iapen por roubo.

Compartilhamentos