Compartilhamentos

Nesta quarta-feira, 2, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) se manifestou, através de nota, sobre o mandado de prisão expedido contra o secretário Jardel Nunes, pelo não cumprimento de uma ação judicial que obrigava o Estado a arcar com os custos dos tratamentos de pacientes com aneurisma. Segundo a Sesa, o mandato não foi entregue aos advogados do secretário.

Valores estão acima do que aplica o SUS

Secretário de Saúde Jardel Nunes

De acordo com a nota, o oficial de justiça não entregou o documento, pois não conseguiu encontrar o secretário que está cumprindo agenda no Distrito do Bailique. Mesmo sem ter sido encontrado, Jardel Nunes tem até cinco dias para providenciar o aparelho, conhecido como respirador ultrassônico, utilizado por pacientes com aneurisma.

Como não há o equipamento no Amapá, a Sesa destacou que já está providenciando o aluguel junto a uma empresa de outro estado, porém não tem previsão de quando o equipamento vai chegar.

Compartilhamentos