Compartilhamentos

Para muitos, o domingo significa descanso e lazer, mas para um grupo de 25 pessoas, profissionais de diferentes áreas, o último domingo, 06, significou muita ralação com um único objetivo: ajudar animais feridos e abandonados. Eles costumam realizar uma série de ações em prol dos bichinhos, e uma dessas ações acontece todos os fins de semana para angariar recursos à ONG Anjos Protetores.

Wellinton Brito, Riseli Araujo e a Yorkshire Nina

Wellinton Brito, Riseli Araujo e a Yorkshire Nina

 

A ação é simples: o grupo se reúne, coleta doces e salgados, por meio de doações, que depois são vendidos no Parque do Forte. “No momento a nossa ação é para angariar fundos que vão para uma caixinha. No futuro queremos comprar um espaço para servir de lar temporário aos animais em tratamento, até que possam ser doados para novos donos”, explicou o jornalista, João Clésio Silva.

Cachorro que foi resgatado

Cachorro que foi resgatado. Foto: Anjos dos Animais

Enquanto o abrigo não vira realidade, os Anjos Protetores se revezam no atendimento aos animais que são vítimas de maus tratos ou acidentes. “As pessoas ligam pra gente informando que algum animal sofreu acidente. Aí verificamos através do nosso grupo de ‘Whatsapp’ quem pode fazer o salvamento. Então, começamos um trabalho em equipe na tentativa de salvar o animal”, contou a motorista Laudeci Monteiro.

Laudenice Monteiro

Voluntária: Laudenice Monteiro: salvamento de animais vítimas de acidentes

O principal problema enfrentado pela ONG é a falta de apoio financeiro, pois o tratamento de animais é caro e é preciso ter um fundo rotativo para ajudar nas despesas emergenciais. No próximo domingo será organizado um bazar de roupas usadas.

Assim. os Anjos Protetores têm ajudado dezenas de animais. Muitos deles, já recuperados, já foram adotados.

Voluntário João Clésio: "lar temporário"

Voluntário João Clésio: “lar temporário”

 

 

Compartilhamentos