Compartilhamentos

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setap) divulgou nota nessa terça-feira, 29, dando conta de que pode suspender a partir de 1ª de agosto o benefício do passe social estudantil que garante transporte gratuito para cerca de 8 mil estudantes carentes.

O Setap argumenta que não recebeu do governo do Estado os repasses referentes ao benefício nos meses de maio de junho.  O sindicato confirma, de acordo com a nota, que vem mantendo entendimentos com a Secretaria de Inclusão e Mobilização Social (Sims) para resolver o impasse. Segundo o Setap, dos R$ 809 mil empenhados em maio para pagamento do benefício, através do Fundo Social do Passe Social Estudantil, já foram pagos R$ 345 mil restando ainda uma dívida de R$ 464 mil.

A Sims não se manifestou sobre o assunto, mas divulgou nas redes sociais uma planilha informando que o último pagamento feito ao Setap foi no dia 16 de junho no valor de R$ 345 mil. De acordo com o documento, está pendente o pagamento referente ao período que compreende 20 de junho a 20 de agosto no valor de R$ 344 mil, portanto estaria em dia com os pagamentos ao Setap.

O Setap diz ainda, que “é inviável por parte das empresas de ônibus, com onerosa carga tributária e altos custos de manutenção do sistema, manter o benefício, sem a regularização do valor pendente, mas acredita que tudo deve ser regularizado até sexta-feira, 1, não gerando prejuízos para os estudantes”. O Sindicato conclui afirmando que “independente do benefício do Passe Social, os estudantes estão cadastrados como beneficiários da meia-passagem e, caso o benefício deixe de existir ou seja temporariamente suspenso, como foi cogitado, podem utilizar a recarga de seus cartões, nos postos autorizados do Setap”.

Compartilhamentos