Compartilhamentos

Na tentativa de barrar o vandalismo que vem destruindo o Largo dos Inocentes, no centro de Macapá, também conhecido como Formigueiro, a Guarda Municipal e a Confraria Tucuju se juntaram para colocar em prática projetos sociais voltados para os jovens, principalmente os que vivem em risco social. O objetivo é valorizar a cultura e resgatar jovens que consomem bebidas alcoólicas e drogas no local.

DSC_0086

Durante esta semana a Guarda Municipal iniciou o trabalho de saturação e vigilância no Largo. Essas atividades visam conter a depredação do lugar. Os guardas ficam o dia inteiro ocupando o local, inclusive utilizando cães no patrulhamento. E nos fins de semana vão acontecer as atividades culturais e esportivas, que começam com os skatistas. A iniciativa é fruto da preocupação da Confraria Tucuju com jovens que estavam praticando vandalismo no espaço e assustando os frequentadores do Largo.

Guarda

Nos primeiros dias de trabalho, os guardas municipais apreenderam drogas, bebidas e facas com os jovens que freqüentam o local. “Queremos que os jovens venham para esse espaço, mas não para consumir drogas ou bebida alcoólica. Eles podem usar o Largo para o lazer. Por isso, vamos trazer a Coordenadoria de Juventude para trabalhar o social e o lazer desses jovens”, afirmou o subcomandante da Guarda Municipal de Macapá, inspetor Ruy Secco.

Inspetor Ruy Secco, subcomandante da Guarda Municipal

Inspetor Ruy Secco, subcomandante da Guarda Municipal

A presidente da Confraria Tucuju, Telma Duarte, diz que pretende dialogar com vários setores da cultura amapaense com o objetivo fazer festivais voltados para os jovens, incentivar a cultura, resgatar a juventude das drogas e fomentar a presença deles no Largo, mas de forma pacífica. “Primeiro precisamos de organização e segurança para poder realizar festivais de Rock, hip-hop, funk. Eu quero chegar à linguagem deles e quero eles no meu espaço”, enfatizou Telma Duarte.

Telma Duarte - Presidente da Confraria Tucuju

Telma Duarte – Presidente da Confraria Tucuju

O Largo dos Inocentes é um ponto histórico de Macapá. Segundo historiadores, há informações sobre o espaço que datam de 1761. O local passou a ter essa denominação por causa da Passagem dos Inocentes, que ligava a antiga Rua do Lago (atual General Gurjão) à Coriolano Jucá. No Largo eram realizadas as festas em louvor a Nossa Senhora Menina, ao Menino Jesus e aos Pequenos Mártires.

Neste mês as atividades serão da Guarda Municipal. Em agosto a Confraria vai realizar o Sarau da Confraria e o Fest Vídeo Tucuju, para jovens de 12 a 20 anos. Eles participam com vídeos amadores sobre o tema “Rio Amazonas”. As inscrições começam nesta sexta-feira, 4. Os primeiros colocados vão levar pra casa computadores e celulares.

Compartilhamentos