Compartilhamentos

À beira do Rio Caeté, do alto de sua igreja, o Santo Preto, Benedito, espia com calma os barcos que chegam, na madrugada de chuva, ao mercado da cidade, repletos de peixes. Logo mais, muitos dos pescadores que ali estão a descarregar para os talhos e caminhões frigoríficos o resultado de dias de pescaria em alto mar, virão à sua igreja pedir a bênção e agradecer pelo alimento, porque o Benedito, bem dito, é o santo da fartura, santo cozinheiro.

Centro histórico de Bragança

Centro histórico de Bragança

Não demora virá o dia trazendo todo o colorido das saias e vozes das mulheres botando a rotina em dia, afiando as conversas no cafezinho da feira, enquanto escolhem o peixe que será servido no almoço da família.

Igreja de São Benedito, padroeiro da cidade

Igreja de São Benedito, padroeiro da cidade

Restaurantes rústicos....

Restaurantes rústicos….

Assim é Bragança, uma das cidades mais antigas do Pará (mais até que Belém), devota de São Benedito, terra da marujada, dos homens caranguejos, e da praia de Ajuruteua, onde o mar é generoso com quem o respeita e indolente com quem insiste em invadir sua praia sem a devida permissão.

Boemia mistura o tradicional....

Boemia mistura o tradicional….

No dia 08 de julho, Bragança completou 401 anos. A despeito da idade, Bragança, a Pérola do Caeté, esbanja juventude e mantêm-se antenada com o mundo moderno, pero, sem perder suas tradições jamais. Na cidade de casarões quatrocentões, o jovem que vai a igreja do padroeiro ou da matriz, também participa das batalhas dos street boys, nos campeonatos de hip hop.

...a lugares mais sofisticados.

…a lugares mais sofisticados.

Bragança não perde em nada para as cidades históricas brasileiras: tem museus (o da marujada é o mais novo), bares e restaurantes de atendimento internacional, um sistema de transporte eficiente que inclui táxis, mototáxi, vans, ônibus e as “magrelinhas”, as bikes.

Lugar de mulhres bonitas...

Lugar de mulheres bonitas…

Bom de ir é em julho e em dezembro que têm as festas religiosas (sempre acompanhadas das baladas profanas).

...da tranquilidade...

…da tranquilidade...

...da vida simples à beira do Rio Caeté, onde se pode comprar peixe fresco na rua

…da vida simples à beira do Rio Caeté, onde se pode comprar peixe fresco na rua

A bela praia Ajuruteua.

A bela praia Ajuruteua.

Hotéis e pousadas tem de todo tipo, dos mais sofisticados, como o Solar da Beiram, aos mais simples, para os mochileiros.

Vale apena conhecer Bragança. É obrigatório viver essa viagem.

Compartilhamentos