Compartilhamentos

Continua até o dia 12 de setembro o treinamento de 3.344 mesários e 341 coordenadores de mesas receptoras de votos que vão trabalhar nas eleições deste ano em Macapá. Em todo o Estado serão 5.924 mesários e 539 coordenadores. A capacitação, que começou esta semana, é dividida em três turmas de mesários e uma de coordenadores. O treinamento tem o objetivo de capacitar os voluntários para prevenir e solucionar situações indesejáveis que possam ocorrer nas seções eleitorais no dia da votação.

O curso preparatório para a função é ministrado por uma comissão de servidores da Escola do Judiciário Eleitoral (EJE). O aprendizado conta com ensinamentos teóricos e práticos das seguintes temáticas: funcionamento da seção, funcionamento da urna eletrônica, identificação por meio do processo biométrico, entre outras atribuições dos mesários. A capacitação conta com recursos áudio visuais (vídeo e slides), material didático (Cartilha do mesário) e treinamento prático na urna eletrônica (simulação de eleição e da atividade do mesário).

Os mesários também aprendem a manter a ordem no local e otimizar o fluxo da votação, atender os eleitores com urbanidade, inclusive aqueles com necessidades especiais, e ainda, observar a nova sistemática implantada com a votação biométrica, zelando pela regularidade dos trabalhos eleitorais dentro das seções.

Os mesários são eleitores, convocados ou voluntários, que compõem as mesas receptoras de votos em eleições, referendos e plebiscitos. Os coordenadores são os auxiliares do Juiz Eleitoral. Escolhidos geralmente entre os servidores públicos da escola onde funciona a seção eleitoral.

Em Santana, o treinamento acontece de 1º a 5 de setembro. Já em Mazagão, a capacitação será realizada nos dias 10 e 11 de setembro. Nos demais municípios do interior, o curso começa no dia 15 de setembro.

BENEFÍCIOS 

Os eleitores que vão trabalhar como mesários voluntários receberão certificados. Como em todo pleito, a maioria será de estudantes e as horas de atuação nas Eleições contarão como carga horária nas disciplinas complementares. Eles serão dispensados do serviço na data do treinamento e do pleito, mediante declaração expedida pela Justiça Eleitoral. Ainda serão contemplados com folga pelo dobro dos dias trabalhados, incluídos os dias de treinamento, sem prejuízo do salário, vencimento ou qualquer outra vantagem.

Compartilhamentos