Compartilhamentos

O encontro foi mais que inusitado e aconteceu num município bem distante da capital, o populoso Laranjal do Jari (280 quilômetros de Macapá), com cerca de 52 mil habitantes e 26 mil eleitores. Foi durante uma das partidas do Campeonato Intermunicipal de Futebol que os dois principais adversários na disputa pela única vaga do Amapá no Senado se encontraram: Davi Alcolumbre (DEM) e Gilvam Borges (PMDB) trocaram abraços e apertos de mãos num clima de total cordialidade.

Principal aliado de José Sarney, Gilvam já foi senador pelo Amapá, mas na última vez em que tentou a cadeira, em 2010, acabou perdendo a campanha para João Capiberibe (PSB), seu principal adversário político. Nos últimos anos, Gilvam se dedicou à oposição e tentou estabelecer uma espécie de “governo paralelo”, com direito a “palácio do governo”, gabinete e assessores. Depois de muita polêmica, acabou abandonando a estratégia, contudo, sem deixar a oposição.

Gilvam assumiu candidatura depois da desistência de José Sarney, abalado pela idade e os altos índices de rejeição, além de uma grande desvantagem em pesquisas de intenção de voto.  O candidato do PMDB vem recebendo apoio de Sarney, que esteve em Macapá na semana passada acompanhando as movimentações da coligação que tem o PDT e o PMDB juntos na chapa do ex-governador Waldez Góes, líder nas pesquisas.

Davi Alcolumbre está no terceiro mandato de deputado federal, e decidiu disputar a vaga de José Sarney quase um ano antes da desistência do ex-presidente da República. Davi é de uma família de comerciantes, foi eleito aos 20 anos vereador de Macapá, e aos 22 anos deputado federal. Também foi secretário de Obras de Macapá durante 1 ano e meio, período em que terminou de construir o Conjunto Mucajá, no Bairro do Beirol. 

O candidato do Democratas tem surfado na popularidade e no resultado de uma pesquisa da Revista Veja que lhe apontou como o 35º parlamentar mais atuante do país, entre 513.

Neste fim de semana, os dois se encontraram no estádio “Queirogão”, em Laranjal do Jari,  estádio construído com recursos de uma emenda de Davi Alcolumbre. Os candidatos nem pareciam estar em franca disputa, tamanha cordialidade.  

Gilvam foi rápido na visita ao estádio. Davi ficou até o fim do jogo. Logo em seguida, a assessoria de ambos divulgou o encontro nas redes sociais mantendo o mesmo clima civilizado da disputa. 

Compartilhamentos