Compartilhamentos

Na Zona Sul de Macapá, a proximidade da Polícia Militar com a comunidade ganhou um novo conceito. Pelo menos 50 mulheres que moram nos bairros do Araxá e Pedrinhas, considerados entre os mais violentos da capital, estão participando de cursos profissionalizantes ministrados dentro da Unidade de Policiamento Comunitário (UPC). Além da possibilidade profissional, a ideia é prevenir a violência. 

As atividades que ensinam artesanato e embelezamento, iniciaram na segunda-feira, 25, e se estendem até a sexta-feira, 29. A proposta dos organizadores é ofertar mais cursos para as comunidades mais próximas das outras UPCs, especialmente na capital e em Santana.

Mais de 50 mulheres recebem qualificação profissional na UPC Araxá/Pedrinhas

Mais de 50 mulheres recebem qualificação profissional na UPC Araxá/Pedrinhas

As mulheres que participam da capacitação aprovam a iniciativa. “É uma ótima oportunidade de aprender coisas novas e ganhar dinheiro. É a primeira vez que faço um curso gratuito e vou poder ajudar com a renda no fim do mês”, declarou à doméstica Elaine Soares.  

De acordo com a polícia, a oferta de cursos está inteiramente ligada ao trabalho de redução da violência nessa região da cidade,  já que a falta de qualificação profissional ocasiona a entrada de pessoas no crime. “Cientes de que segurança pública não é feita exclusivamente por ações de policiamento, estamos estendendo ações de cidadania à comunidade, como a qualificação profissional”, argumentou o secretario da sejusp, Nixon Kenedy.

Tenente Vagner, um dos coordenadores da ação

Tenente Vagner, um dos coordenadores da ação

Segundo um dos coordenadores da ação, Tenente Vagner, a ideia é ampliar o leque de cursos, além de fazer outras parcerias, principalmente para o público jovem. “De forma conjunta buscamos a participação da sociedade na qualificação profissional. Além dos cursos de manicure, pedicure e confecção de embalagens, devem ser ofertados os cursos de artesanato, bonecas, confecção de almofadas e sandálias decoradas”, afirmou o oficial.

Fotos: Cassia Lima

Compartilhamentos