Compartilhamentos

As obras da rodovia Norte/Sul estão novamente paradas há quase dois meses. O trabalho do último trecho da rodovia começou dia 25 de junho, mas não teve continuidade. A Norte/Sul tem cerca de 7 quilômetros e liga a BR-210 à Rodovia Duca Serra. Um dos objetivos da obra é desafogar o trânsito entre a Zona Norte e o centro de Macapá. A última etapa está orçada em R$ 40 milhões.

A rodovia possui pista dupla moderna, com ciclovia, canteiro central e iluminação. Moradores do Bairro Infraero II reclamam que o atraso na conclusão do trabalho está gerando muitos problemas. Segundo eles, o local está servindo para abrigar marginais e o número de assaltos na área aumentou. “No dia da inauguração foi a maior festa. Havia máquinas e pessoal trabalhando aqui. Mas na semana seguinte não tinha mais ninguém. Até a terra que mexeram deixaram amontoada na margem da rodovia”, reclamou a moradora da Ilha Mirim, Eunice Cavalcante.

Obras Paradas

A primeira parte da obra, que está concluída, é resultado de um convênio do governo estadual com o Ministério das Cidades. A segunda etapa tem investimento do governo estadual de R$ 5 milhões mais R$ 35 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

A professora Marlene Cruz é uma das milhares de pessoas prejudicadas com o atraso. “Todos os dias eu e muitas pessoas temos que enfrentar um trânsito horrível. As obras paradas só nos prejudicam. Se o dinheiro está liberado por que as obras não andam?”, indagou a professora.

A equipe de reportagem tentou contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Transportes (Setrap) para obter informações sobre a paralisação das obras, mas não obteve retorno.

Fotos: Cássia Lima

Compartilhamentos