Compartilhamentos

A Polícia Federal cumpriu no início da noite desta sexta-feira, 29, ordem da Justiça Eleitoral para fechar as emissoras do Sistema Beija-Flor, ligado ao ex-senador e candidato ao Senado Gilvam Borges (PMDB). Oito policiais em três viaturas chegaram na sede do grupo com a ordem da Justiça por volta das 18 horas.

A decisão de fechar 16 emissoras de rádio e 2 de televisão foi do desembargador Carlos Tork, atendendo ação movida pela coligação do candidato à reeleição, o governador Camilo Capiberibe (PSB). Os advogados alegaram que as programações das emissoras causavam desequilíbrio eleitoral, e beneficiavam diretamente o grupo político de Gilvam.

Lacre do TRE na sala do transmissor da Tv Tucujú

Aviso do TRE na sala do transmissor da Tv Tucujú

No cumprimento da ordem não houve resistência. A primeira parada do comboio de policiais federais foi na sede da Tv Tucujú (Rede Tv, Canal 24), onde também funciona a Rádio Antena 1 FM, no Bairro do Buritizal.  Os policiais entraram no prédio e lacraram a sala do transmissor da Tv retirando a programação imediatamente.

Logo em seguida o comboio seguiu para o Distrito do Coração, onde funciona a Rádio e Tv Tarumã, Canal 16, onde realizaram o mesmo procedimento. Não foi divulgado como será a dinâmica para fechar as outras emissoras, mas funcionários da Tucujú informaram que a ordem deverá ser transmitida pela coordenação do Sistema Beija-Flor a todas as empresas do grupo espalhadas nos 16 municípios.

Salas lacradas pela Polícia Federal sob ordem da Justiça Eleitoral

Salas lacradas pela Polícia Federal sob ordem da Justiça Eleitoral

Nem PF, nem o TRE divulgaram qualquer nota da operação. O desembargador Carlos Tork determinou que as emissoras fiquem fechadas até o dia 5 de outubro.

Não é a primeira vez que a Justiça Eleitoral precisou determina fechamento de emissoras por desequilíbrio do pleito eleitoral. Nos anos de 1990 pelo menos 6 emissoras de diferentes grupos também sofreram a mesma punição. Mas nos últimos anos apenas programas estavam sendo retirados do ar.

Compartilhamentos