Compartilhamentos

O Batalhão Ambiental apreendeu na noite desta quinta-feira, 22, cerca de 6.500 litros de combustível armazenado de forma clandestina em uma embarcação no Distrito do Matapi, município de Santana. Na mesma operação, um carro transformado em posto de combustível ambulante também foi apreendido.

O “carro-bomba” era usado para abastecer os barcos que fazem o transporte clandestino de combustível para as áreas ribeirinhas do Pará e Amapá. No mesmo local, em outubro de 2013, um acidente matou três pessoas e deixou outras duas feridas após a explosão dos carotes que também armazenavam combustível clandestino. 

O carro bomba apreendido era usado para abastecer os barcos que fazem o transporte clandestino de combustível para as áreas ribeirinhas do Pará e Amapá. O combustível foi levado para a área do Batalhão Ambiental.

IMG-20140822-WA0022

De acordo com a polícia, um tanque de mil litros foi adaptado na traseira da picape e uma bomba jogava o combustível para tambores dentro do barco. Isso, segundo os policiais, é um grande perigo porque a fiação elétrica estava descoberta e a qualquer momento uma explosão poderia acontecer. “Pelo menos seis pessoas poderiam morrer em caso de uma explosão aqui”, comentou um policial.

O proprietário do barco, Edielson Lobato Guimarães, e o dono do carro, Enedino Campos Sousa, foram detidos pelos policiais e levados para Delegacia da Área Portuária. Enedino Campos já tem três passagens pela delegacia por armazenamento irregular de combustível. Ele foi multado em R$ 2 mil.

Fotos: Batalhão Ambiental

Compartilhamentos