Compartilhamentos

A Polícia Civil conseguiu prender na manhã desta segunda-feira, 11, Bruno Wender Nogueira dos Santos, acusado de matar uma pessoa dentro do Hospital de Emergência (HE) em julho de 2008. Na ocasião, segundo a polícia, com a ajuda de um enfermeiro do hospital, o suspeito entrou disfarçado de enfermeiro e aplicou uma injeção letal em José Bruno da Silva Chucre, de 19 anos, com quem tinha uma desavença.

Julgamento ocorrido em março de 2014

Julgamento ocorrido em março de 2014

Em março de 2014, o enfermeiro Pablo Gomes de Araújo foi condenado a 17 anos e 10 meses, por ter ajudado Bruno a entrar no hospital e cometer o homicídio. A vítima era ré confessa da morte do sobrinho de Pablo. No dia do crime, o assassino, a mando do enfermeiro, matou José Bruno com uma injeção letal de chumbinho.

Desde então o suspeito estava foragido e vinha sendo procurado como coautor do assassinato. Bruno foi reconhecido pela irmã do rapaz morto, como um dos enfermeiros que aplicou uma injeção minutos antes do quadro de saúde de José Bruno piorar. Minutos depois o enfermeiro Pablo Gomes também aplicou outra dose do veneno, que levou a morte o rapaz de 19 anos.

Na tarde dessa segunda, Bruno Wender seria ouvido pelo delegado Daniel Marsili sobre as acusações. O delegado acredita que o suspeito possa fornecer informações que incriminem ou inocente uma terceira pessoa, o enfermeiro Francisco Alailson da Silva Almeida, que foi inocentado após o julgamento de março desse ano.

Compartilhamentos