Compartilhamentos

O Comissariado da Infância e Juventude e a Secretaria de Segurança Pública realizaram nas últimas semanas duas grandes operações com resultados expressivos em termos de recolhimento de crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social, que estavam em lugares inadequados à idade.

Em uma das ações, feita numa festa clandestina no Bairro do Trem, cerca de 90% do público era adolescente. A fiscalização encerrou imediatamente a festa, com o encaminhamento do responsável ao Ciosp do Congós. No total, 52 adolescentes foram recolhidos e encaminhados aos conselhos tutelares da capital.

Equipe do Comissariado da Infância junto com a Polícia Militar em ação

Equipe do Comissariado da Infância junto com a Polícia Militar em ação

Conforme o relatório da ação, pelo menos mil pessoas participavam do evento. A maioria em estado de embriaguez elevado. Adultos e adolescentes tentaram a todo custo obstruir a ação do Judiciário por meio de insultos, agressões, desacatos e ameaças generalizadas. O apoio policial garantiu o êxito na ação.

Segundo Virgílio Vieira, coordenador do Comissariado da Infância e da Juventude, a permanência da união entre os dois órgãos é necessária para alcançar bons resultados e evitar mais incidências. “As operações conjuntas correspondem à pauta de ações fiscalizadoras programadas pelo comissariado, que em articulação com a Sejusp, tornam eficaz o enfrentamento das problemáticas ligadas à criança e adolescente recolhidos de ambientes nocivos, além de auxiliarem no cumprimento jurisdicional do Comissariado”, enfatiza.

Fotos: Juizado da Infância

Compartilhamentos