Compartilhamentos

Este ano a Polícia Militar do Amapá já apreendeu 255 armas, entre caseiras, industriais e simulacros (armas de brinquedo). Boa parte dessas armas foi encontrada com infratores menores de idade. Mas segundo a PM, a maioria dos assaltos é cometida por menores portando armas de verdade. Apenas 10% se arriscam a assaltar com armas de brinquedo.

De acordo com a PM, a maioria das armas encontradas no Amapá vem do Estado do Pará, e entram pelos portos de Santana, Pedrinhas e Igarapé da Fortaleza. As armas apreendidas ficam sob responsabilidade da Justiça e depois são encaminhadas ao Exército para serem destruídas.

Tenente Emerson Real, da Comunicação da PM

Tenente Emerson Real, da Comunicação da PM

Geralmente as armas são apreendidas durante abordagem e revista em suspeitos. No ano passado335 armas saíram das ruas. Segundo a PM, o infrator que for pego com arma de brinquedo dificilmente será responsabilizado. “O infrator é responsabilizado pelo dano psicológico. Claro que o juiz é quem vai decidir o caso com base nas provas, mas dificilmente o infrator é preso. Mesmo porque não existe legislação pra isso”, ressaltou o tenente da Divisão de Comunicação da PM, Emerson Real.

Para a PM, o alto índice de apreensão de armas significa mais segurança para a população, já que os criminosos dificilmente agem desarmados.

Compartilhamentos