Compartilhamentos

Começou no domingo, 14, o 3º Campeonato Estadual de Futelama. A competição com 96 times é dividida em quatro chaves que disputam classificação em eliminatórias simples. Os jogos ocorrem até dezembro ao lado do Trapiche Eliezer Levy, tendo como palco das partidas o Rio Amazonas. Cinco equipes abriram a primeira rodada. São 80 equipes masculinas e 16 femininas, divididas em quatro chaves de 20 times (masculino) e quatro chaves de quatro equipes (feminino). A grande final está marcada para o dia 14 de dezembro.

Além de troféu e medalhas o primeiro lugar leva pra casa R$ 1 mil (masculino e feminino), o segundo recebe R$ 700 (masculino e feminino), e ainda tem premiação para o artilheiro (a) e para o goleiro (a) menos vazado.

No domingo, cinco partidas abriram o campeonato com os seguintes resultados: No feminino: Vitória Régia venceu por 2 x 1 Maresia e a equipe do Tralhoto venceu Peixe-Boi por 3 x 2 nos pênaltis, após um empate em 0 x 0 no tempo normal. “Todo mundo se esforçou muito para estar aqui. Começamos perdendo, mas recuperamos e ganhamos o jogo. Estamos com foco no primeiro lugar e se Deus permitir, esse campeonato já é nosso”, disse a lateral do Vitória Régia, Valdete Mendes de Paula, que veio com a equipe do Distrito de Carapanatuba.

Equipe do Sanguessuga venceu a primeira em busca de mais um título

Equipe do Sanguessuga venceu a primeira em busca de mais um título

No masculino, o time do Peixe Boi venceu por 2 x 1 Tabatinga; Sanguessuga ganhou de 3 x 1 Uruá e o Beija-flor venceu de 1 x 2 Vitória Régia. A equipe do Sanguessuga busca o bicampeonato. “Foi uma disputa difícil, mas ganhamos com garra e união do time. Queremos esse troféu e estamos determinados a ganhar”, disse o artilheiro da equipe Sanguessuga, Alex Lopes.

Equipe do Vitória Régia que veio de longe para a competição

Equipe do Vitória Régia que veio de longe para a competição

Os jogos de futelama no Rio Amazonas começaram em 2002, mas apenas há três anos que o campeonato estadual se consolidou. Para a organização, a competição busca integrar a sociedade por meio do esporte. “Queremos que a população venha acompanhar o futelama e prestigiar esses jogadores de todos os lugares do estado. Acima de tudo buscamos essa integração das comunidades e o bem estar com o esporte”, disse o presidente da Federação de Futelama, Mário Frota. No próximo domingo, 28, a partir das 10h30 ocorrem mais cinco jogos pelo campeonato.

 

Compartilhamentos