Compartilhamentos

Três mil acordos foram homologados em oito edições da Semana Estadual de Conciliação realizadas pelo Tribunal de Justiça do Amapá. O resultado das 1.150 audiências conciliatórias ultrapassam R$ 13 milhões. Um novo mutirão de conciliações está agendado para o período de 22 a 26 deste mês.

A Semana Estadual de Conciliação foi criada em junho do ano passado pelo poder judiciário. A prioridade é solucionar conflitos com menor grau de complexidade da Justiça de 1ª Grau, diminuindo o número de processos, papeis, e dinheiro gastos pelas partes envolvidas. “São cerca de 3 mil pessoas satisfeitas porque resolveram seus problemas. O melhor de tudo isso é que a população começa a se adaptar a essa nova cultura de conciliação”, disse o desembargador Luís Carlos Gomes dos Santos, presidente do Tjap.

Justiça desafoga juizados através da conciliação

Justiça desafoga juizados através da conciliação

Segundo o desembargador, a Justiça é um processo muito caro, tanto para seus autores quanto para seus meios. Por isso a conciliação propicia uma redução enorme de gastos. “Quero parabenizar os juízes e todos que se esforçaram. Ninguém quer perder tempo com pequenas coisas, por isso eu acredito que a conciliação é a Justiça do futuro”, ressaltou.

A 9ª semana Estadual de Conciliação acontece entre os dias 22 e 26 de setembro no Fórum de Macapá. Já estão agendadas mais mil audiências conciliatórias durante essa nova fase do mutirão. Cerca de 500 pessoas, entre magistrados, servidores e colaboradores devem participar.

 

Compartilhamentos