Compartilhamentos

O município de Porto Grande, localizado a 105 quilômetros de Macapá pela BR-210, foi invadido por cerca de 70 mil visitantes neste fim de semana durante a 23ª edição do Festival do Abacaxi. O balneário da cidade recebeu uma gigantesca estrutura para acomodar shows musicais, lanchonetes e tradicional corredor de produtos derivados do abacaxi.

No terreno de Oneide foram colhidas mais de 3 mil unidades em 2 semanas

No terreno de Oneide foram colhidas mais de 3 mil unidades em 2 semanas

A festa começou na sexta-feira, 12, com shows musicais e a escolha da Rainha do Abacaxi. A fruta é mais que um símbolo para o município. A maioria dos agricultores se dedica ao cultivo da fruta que ajuda na economia da cidade mantida pela atividade madeireira e também pelo comércio e funcionalismo. Cada propriedade chega a tirar mais de 3 mil unidades de abacaxi para o festival, como foi o caso da agricultora Oneide Aires Afonso. “Eu participo desde o primeiro festival”.

Estacionamento ao longo da BR

Estacionamento ao longo da BR

O abacaxi é servido aos visitantes nas mais variadas formas, puro e cortado em cubos gelados, ou em doce de compota, suco, creme, pudim, bolo e até biscoitos. A organização da festa é da prefeitura de Porto Grande. Uma das preocupações este ano foi com a área de estacionamento ao longo da BR-210 no trecho em que começa a ser chamado de “Perimeral Norte”. 

Delícias de abacaxi

Delícias de abacaxi

Compartilhamentos