Compartilhamentos

O Batalhão Ambiental apreendeu no início da tarde desta quinta-feira, 10, aproximadamente 18 toneladas de carvão estocadas de forma clandestina em um depósito localizado na Rua Valter da Silva Pacheco, no Bairro Marco Zero. Edicon da Silva Marques, de 40 anos, foi detido como proprietário do material e encaminhado para o Ciosp Pacoval.

Carvão sem documentação estava armazenado em um depósito no Jardim Marco Zero

Carvão sem documentação estava armazenado em um depósito no Jardim Marco Zero

Segundo o tenente do BA Edmilson Matos, o proprietário não tinha o Documento de Origem Florestal (DOF), necessário para pessoas que trabalham com o beneficiamento desse tipo de material. “Por conta disso o carvão é tido como clandestino, e o caso é convertido em uma ação penal na qual o proprietário paga multa. O carvão apreendido será encaminhado para a sede do Batalhão Ambiental, em Santana, podendo ser resgatado pelo proprietário, se conseguir obter todas as licenças necessárias”, explicou o tenente.

Tenente Edmilson Matos fez a apreensão do carvão

Tenente Edmilson Matos (D) fez a apreensão do carvão

O depósito foi encontrado enquanto o Batalhão Ambiental fazia uma ronda de rotina em áreas de ressaca do Bairro Marco Zero, onde acontecem muitas invasões. Ao ser indagado sobre os documentos do carvão o proprietário entregou a cópia de um DOF, que segundo o tenente Edmilson Matos não era do lote que estava armazenado no local. Edicon contou aos policiais que o material veio de duas estâncias de fabricação de carvão localizadas em Porto Grande e Ferreira Gomes.

Reportagem e fotos: Anderson Calandrini

 

Compartilhamentos