Compartilhamentos

Na manhã dessa sexta-feira, 19, a Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (Dete) destruiu cerca de 320 quilos de drogas frutos de apreensões realizadas desde o mês de fevereiro deste ano. Entre a droga incinerada estavam mais de 100 de crack apreendidos na Foz do Mazagão Velho no dia 30 de agosto, a maior apreensão da droga realizada pela Polícia Civil.

Delegado Marko Scalizo: 500 quilos de droga fora das ruas

Delegado Marko Scalizo: 500 quilos de droga fora das ruas

A destruição imediata do material só pode ser realizada por conta de uma lei que garante ao delegado titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes o direito de destruir a droga em até 10 dias depois da apreensão. “No ano passado tivemos problemas com a legislação, que determinava que a destruição só poderia acontecer mediante a liberação da Justiça. Agora isso mudou e já incineramos meia tonelada de entorpecente”, disse o delegado titular da Dete, Marko Scalizo.

Além dos 320 quilos incinerados nessa sexta-feira, em janeiro desse ano a delegacia já havia queimado aproximadamente 180 quilos de droga, o que somam 500 quilos de entorpecente retirados das ruas. Esse volume renderia, segundo o delegado Scalizo, três vezes mais com as misturas feitas com outros componentes químicos. Com essa segunda incineração Marko Scalizo destacou que não há mais drogas em posse da Polícia Civil.

Compartilhamentos