Compartilhamentos

Camilo Capiberibe (PSB)

O candidato à reeleição, Camilo Capiberibe, cumpriu mais uma agenda de adesões políticas nesta sexta-feira. A principal delas foi a do ex-candidato ao Senado, Promotor Moisés (PEN). “Após 23 anos de serviço prestado como promotor do Ministério Público Estadual combatendo a corrupção e o crime organizado, só me restava fazer uma escolha. Estou com Camilo porque quero o melhor para o Amapá”, declarou o promotor.

Camilo e Moisés

Perguntado a respeito de sua escolha no primeiro turno, quando optou por outro candidato, disse que a primeira eleição tinha uma liberdade maior de escolha, mas que agora o que está em jogo é o futuro do Amapá. “Eu tenho orgulho de estar ao seu lado. Um governo sério e transparente e a partir de hoje o promotor Moisés também é 40 e juntos vamos caminhar rumo à vitória”.  A tarde Camilo fez caminhada no bairro Zerão ao lado dos senadores Davi Alcolumbre (DEM) e Randolfe Rodrigues (PSOL). 

Waldez Góes (PDT)

O candidato Waldez Góes também cumpriu agenda de adesões em dois eventos diferentes. A primeira foi de Bruno Mineiro (PT do B), ex-candidato ao Governo do Estado e quarto lugar na quantidade de votos recebidos no dia 5 de outubro. Bruno teve mais de 58 mil votos. “Ele se comprometeu com várias propostas nossas. Escolhi por ser mais aberto ao diálogo e estar mais perto das pessoas e dos municípios”, justificou Bruno Mineiro.

favcho1

À tarde, Waldez Góes e o vice, Papaléo Paes (PP), receberam a adesão da família Favacho, composta pelo presidente da Câmara de Vereadores, Acácio Favacho, e do vice-presidente da Assembleia Legislativa, Júnior Favacho, ambos do PMDB. “Essa é a nossa contribuição, a entrada integral da nossa família e amigos”, resumiu Acácio Favacho. Waldez também recebeu a adesão do Pros, comandado pela matriarca da família, Francisca Favacho, representada no ato pela deputada estadual eleita Edna Auzier. 

Compartilhamentos