Compartilhamentos

Uma multidão de quase 200 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, acompanhou a imagem de Nossa Senhora de Nazaré pelas ruas da capital do Amapá. A procissão do Círio seguiu do Santuário de Fátima, no Bairro Santa Rita, até a Igreja de São José no Centro de Macapá, momento em os fieis aproveitam para agradecer a graças alcançadas ou fazer pedidos. 

No círio há várias formas de agradecer os pedidos alcançados. A administradora Terezinha Ferreira distribui água aos peregrinos há mais de 10 anos em frente à residência de sua família, localizada na Avenida Presidente Vargas. Uma forma de agradecer a luta vencida contra o glaucoma da irmã, em um período em que a doença ainda era pouco tratada no Brasil. “Minha irmã teve essa doença degenerativa e nós tivemos que lutar para que ela conseguisse vencer a batalha. E graças aos pedidos a Nossa Senhora conseguimos um milagre”,  contou ela com lágrimas nos olhos.

Josenildo e a família: casa própria

Josenildo e a família: casa própria

Entre os pagadores de promessas existem os mais tradicionais que levam réplicas de residências em suas cabeças. Foi assim que a família do mecânico Joenildo da Silva foi homenageou a santa. Há dois anos ele vai ao Círio com os filhos e a mulher agradecer Nossa Senhora pela casa própria. “Hoje é muito difícil conseguirmos nosso próprio canto, principalmente em minha casa, onde mantemos três filhos com um salário de doméstica e mecânico, mas com muito esforço conseguimos comprar um terreno no Jardim Felicidade e hoje estamos concluindo a construção de nossa casa, uma graça pedida todos os anos, quando venho pedir a benção de Nossa Senhora de Nazaré”, contou.

Terezinha paga promessa há 10 anos distribuindo água

Terezinha paga promessa há 10 anos distribuindo água

Já há quem pague a promessa nos cerca de 600 metros da corda que circunda a berlinda. O sofrimento causado pelo calor e o empurra-empurra é amenizado por uma multidão de voluntários que distribui água, picolé e o tradicional chopp de fruta.

Segundo a organização do Círio, 200 mil pessoas acompanharam a procissão este ano

Segundo a organização do Círio, 200 mil pessoas acompanharam a procissão este ano

Os fieis também encontram formas mais inusitadas para agradecer Nossa Senhora de Nazaré. O motataxista Joseindson dos Santos (foto de capa) disse que foi atendido duas vezes. “A primeira foi quando me vi desempregado e consegui com muito esforço comprar uma moto para trabalhar como clandestino. Com dez dias a moto foi roubada, entrei em desespero, mas após pedir ajuda a Nossa Senhora segui encontrar a minha moto. E hoje, após muito esforço,  consegui me tornar um mototaxista regularizado, outra graça atribuída a Nossa Mãe”, relatou ele que há dois anos arrasta sua moto com pés descalços, aos lado da berlinda.

A imagem chegou a Igreja de São José por volta das 11 horas da manhã. Uma missa campal será celebrada às 18 horas.

 

Compartilhamentos