Compartilhamentos

O ex-candidato ao Governo do Amapá, Bruno Mineiro (PT do B), aderiu oficialmente, nesta sexta-feira, 10, à campanha do candidato Waldez Góes (PDT), da coligação “A Força do Povo”. Bruno é o segundo ex-candidato ao governo a anunciar apoio a Waldez. O primeiro foi Jorge Amanajás (PPS), no início da semana.

Bruno Mineiro ficou em quarto lugar na corrida pelo Governo do Estado com 7%, pouco mais de 30 mil votos, atrás de Lucas Barreto (PSD) que obteve mais de 50 mil votos, 13% do total. A cerimônia de adesão ocorreu no Espaço JK, no Bairro do Buritizal, num evento às 10 horas da manhã, e que teve a presença do deputado estadual reeleito Kaká Barbosa, que é o presidente municipal do PT do B, o ex-candidato a estadual, Adail Júnior, atual presidente do diretório estadual, além de prefeito de Tartarugalzinho, Almir Resende (PT do B) e vereadores de Santana, Cutias e Pedra Branca. “Tivemos uma boa votação. Só agradeço às pessoas que confiaram nas nossas propostas”, frisou Bruno.

Waldez agora tem o apoio do segundo ex-candidato ao governo

Waldez agora tem o apoio do segundo ex-candidato ao governo

Havia uma grande expectativa sobre o destino de Bruno que chegou a conversar com os dois candidatos que estão no segundo turno. Por ter sido secretário de Estado dos Transportes no governo Camilo, muitos achavam que a escolha natural seria voltar à parceria com o PSB, mas não foi isso que ocorreu. “Eu escolhi quem tem a maior capacidade de dialogar, de estar mais perto das pessoas. Waldez assumiu comigo o compromisso de estar mais próximo dos prefeitos, de fazer um planejamento específico para os municípios, incluindo obras de mobilidade urbana”, comentou.

Corrupção

Durante a campanha, Bruno Mineiro fez fortes críticas aos casos de corrupção investigados durante o governo Waldez Góes. “O Waldez assumiu comigo fazer um governo de extremo controle e transparência sobre os gastos das secretarias. No novo governo dele não haverá tolerância com a corrupção”, comentou. 

Compartilhamentos