Compartilhamentos

Finalizou nesta terça-feira, 28, o prazo para a realização de serviços de construção e pintura dentro dos cemitérios de Macapá. Profissionais como pedreiros, carpinteiros, capinadores e pintores, aproveitam essa época para ganhar um dinheiro extra para reforçar o orçamento.

O pintor Domingos Santos (foto principal) está tendo trabalho desde o começo de outubro fazendo pequenos serviços em sepulturas e mausoléus no cemitério São José. “Vim fazer a pintura de um túmulo a pedido de um amigo. As pessoas passavam, me viam e perguntavam quando poderia fazer um serviço para elas. Desde então o meu ponto de trabalho tem sido o cemitério do Buritizal”, contou.

Benedito Farias vende cruzes e caixilhos

Benedito Farias vende cruzes e caixilhos, mas também vai vender velas

Os empreiteiros também tiveram trabalhos extras. “Todo ano a movimentação é intensa. Principalmente na semana que antecede o Dia de Finados. Tenho várias pessoas trabalhando comigo para dar conta da demanda dentro dos três cemitérios”, comemorou o empreiteiro Roberto Silva.

Com o fim do prazo para a manutenção dos túmulos, outro tipo de comércio surge nos arredores dos cemitérios. São bancas de vendas de flores, cruzes, velas e até lanches. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Semduh) é a responsável pelo ordenamento desse comércio.

Na parte externa do cemitério surge outro comércio

Na parte externa do cemitério surge outro comércio

Um dos vendedores que já está instalado em uma das entradas do cemitério São José, é Benedito Farias. Ele vende cruzes e caixilhos. “Como no momento estão acontecendo as construções estou vendendo alguns ornamentos. Mas a partir de sexta-feira vou vender flores”, disse o comerciante, que há quase dez anos tem a mesma rotina.

A administração dos cemitérios liberaram apenas as ações de limpeza. “Há mais de um mês as pessoas tiveram oportunidade de fazer os serviços nos túmulos. Agora só deixaremos concluírem os trabalhos que começaram antes do fim do prazo”, explicou Iran Marinho, diretor da Secretaria Municipal de Manutenção e Urbanística (Semur).

 

Compartilhamentos