Compartilhamentos

Parece que agora vai. A Secretaria de Aviação Civil liberou o terceiro lote da área da Infraero para que o governo do Estado conclua a construção da Rodovia Norte-Sul, que vai ligar a BR-210 à Rodovia Duca Serra. A liberação foi fruto de uma articulação política arquitetada pelos senadores João Capiberibe (PSB), Randolfe Rodrigues (PSOL) e o recém-eleito Davi Alcolumbre (DEM).

Rodovia terá mais de 6 quilômetros.

Rodovia terá mais de 6 quilômetros. Foto: Agência Amapá

A obra está paralisada desde o fim do ano passado. A rodovia terá 6 quilômetros e possui duas etapas concluídas com canteiro central, 4 pistas, iluminação, ciclovias e calçamento, além de sistema de escoamento da água da chuva. A obra, construída com recursos de empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), corta uma grande área da Infraero que depois acabou dificultando a liberação do terceiro e último lote para conclusão da rodovia.

O termo do acordo entre a Secretaria de Aviação Civil e o Governo do Estado foi assinado na manhã desta quinta-feira, 30, em Brasília, pelo secretário Moreira Franco e entregue aos três senadores. “A finalização da obra da Norte Sul não poderia ter sido travada como foi. O Governo teve que esperar o final do período eleitoral para ter acesso ao documento. Infelizmente, por interesses de terceiros, quem sofre é a população”, comentou o senador Randolfe Rodrigues sobre o atraso.

O governo do Estado não informou quando a obra será retomada. A última etapa está orçada em R$ 40 milhões. Desse total, R$ 5 milhões são recursos do Estado. 

Compartilhamentos