Compartilhamentos

A Polícia Militar de Calçoene apreendeu no início da tarde desta quarta-feira, 22, um menor de 17 anos envolvido no assalto ao ônibus da empresa Viação Santanense na noite de terça-feira, 21, quando o motorista Aldo Guedes, de 58 anos, levou dois tiros de espingarda calibre 12. Um dos tiros acertou o abdômen dele. De acordo com o Hospital de Emergência, o quadro de saúde de Aldo é estável, mas ainda corre risco de morrer.

De acordo com um agente da Polícia Civil de Calçoene, o menor confessou que dirigiu a moto usada no assalto. Ele disse ainda, que o seu comparsa, que é chamado de “Catitu”, foi quem atirou no motorista. Catitu, segundo o agente, é muito conhecido na região, mas está foragido. A moto também foi apreendida. Pelo menos 16 policiais militares, incluindo uma equipe do Bope, estão fazendo buscas na região de Lourenço, para onde o assaltante teria fugido. A operação também tem o apoio da Polícia Rodoviária Federal.

O assalto aconteceu por volta das 19 horas na BR-156 entre a cidade de Calçoene e a comunidade de Carnot. Os dois assaltantes forçaram a parada do ônibus e renderam todos os passageiros, que foram espancados. O motorista Aldo Guedes pediu para que os bandidos não batessem nas pessoas, foi quando atiraram contra ele. Nenhum passageiro ficou ferido.

Compartilhamentos